Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 03 de Julho de 2022

Weintraub diz que Bolsonaro foi sequestrado por bandidos e chantageado pelo centrão

Por Tribuna em 19/06/2022
Weintraub diz que Bolsonaro foi sequestrado por bandidos e chantageado pelo centrão

Ex-ministro acusa presidente de traição e de tê-lo ameaçado, e diz que votará nele por falta de opção, mas sem ilusões

Última atualização:25 de abril de 2022 - 07:19

O ex-ministro Abraham Weintraub e seu irmão Arthur Weintraub fizeram uma live esta noite em que manifestam enorme mágoa e indignação com o presidente Jair Bolsonaro, a quem acusam de ter traído os seus primeiros apoiadores, o movimento conservador que o elegeu, e entregue o poder de fato ao Centrão e a “péssimos militares” que o induzem a romper com os seus mais genuínos ideais.

Weintraub disse que Bolsonaro foi “foi sequestrado, está sendo chantageado por bandidos, foram pra cima dos filhos dele e não está isento de culpa por tudo isso”.

– O presidente passou a se identificar como centrão, diz que é do centrão com orgulho, abandonou a pauta conservadora e o entorno dele está caçando qualquer um que não seja submisso ao Valdemar Cista Neto, ao Ciro Nogueira ou a alguns generais péssimos para o país – completou.

Abraham contou que foi constantemente ameaçado por Jair Bolsonaro:

– Mandou recados pelo meu irmão dizendo que eu seria demitido se continuassem os boatos de que voltaria para o Brasil para ser candidato. Demitido e preso ao desembarcar.

O ex-ministro, demitido por ter defendido a prisão de todos os ministros do STF, disse que Bolsonaro “se deslumbrou com o poder, está mudando com o poder”.

Ele levou os inimigos para dentro do palácio. Levou o centrão para o palácio presidencial.”

E concluiu:

– Ainda voto nele, porque a alternativa é péssima. Mas desta vez voto nele sem ilusões.

O ex-ministro das Relações Exteriores Erneste Araújo também participou da live.

Eis alguns trechos da live em que os irmãos Weintraub, Abraham e Arthur, manifestam sua decepção e fazem acusações a Bolsonaro. As declarações dos irmãos Weintraub estão transcritas diretamente das falas, com conteúdo plenamente respeitado e as expressões reproduzidas literalmente (a íntegra pode ser assistida no Twitter de Abraham):

Abraham Weintraub

Hoje, os conservadores e as pessoas de direita se submetem às ordens do centrão.

Hoje, felizmente, minha família está em segurança, meu rmão está em segurança, mas a gente foi atacado, caçado, caluniado e até ameaçado.

Tenho provas e detalhes.

Estão construindo mentiras com base nas nossas falas.

Vou votar no Bolsonaro por falta de alternativa.

Ele virou uma peça da engrenagem do teatro das tesouras.

Estávamos apanhando calados.

Mas quando veio do topo, de dentro do palácio, que o meu pai era maconheiro e defendia o consumo de drogas, passou dos limites.

Meu pai escreveu sobre os malefícios da maconha.

Falaram que ele era maconheiro.

Falam agora que minha mãe era prostituta.

Como eles estão ficando desesperados e subiram muito o tom, resolvemos alertar.

Há corruptos próximos do presidente, do Eduardo Bolsonaro, gente com passado sujo, que contaminou a essência e a alma do governo. Com isso, corrompeu a alma do governo.

Quem anda com bandido ou vira bandido ou será estraçalhado. Ou os dois.

Bolsonaro foi sequestrado.

Está sendo chantageado por este pessoal.

Foram pra cima dos filhos dele.

Está isento de culpa? Não!

Isto é síndrome de Estocolmo. Ele é sequestrado e fica amigo dos sequestradores.

Bolsonaro passou a se identificar como centrão.

Diz que é do centrão com orgulho.

Abandona a pauta conservadora.

O entorno dele está caçando qualquer um que não seja submisso ao Valdemar Costa Neto, ao Ciro Nogueira ou a alguns generais péssimos para o país.

(…)

O próximo passo é a direita ameaçar os meus filhos?

Infelizmente, o presidente se sujeitou a fazer coisas próximas disso.

Este processo não será interrompido.

Essas pessoas entraram no governo e foram minando o governo.

Sabotaram o partido Aliança e o presidente ficou vulnerável ao Valdemar da Costa Neto e ao Ciro Nogueira.

Nós alertamos sobre os generais.

Alertamos sobre o Sete de Setembro. Estávamos lá dentro.

Ministros sugeriram entregar a cabeça do Abraham para o STF.

Estratégia covarde.

Depois que a gente saiu, ficaram os lobos e os lobos chamaram as hienas. E presidente virou hiena e ficou sozinho.

Arthur Weintraub

Usaram 38 segundos de uma fala minha. Não fui contra o indulto. Falei coisas técnicas. Poderia ser genérico.

Pegaram esse trecho pra me demonizar.

Bolsonaro deu sua palavra de honra militar que ia privatizar e ia pra cima dessa turma.

Hoje vocês fazem parte do teatro das tesouras 2.

Bolsonaro recebeu gente – Jorge Oliveira – orquestrador da parte juridica do governo: ligado ao Omaz Azir, ao Randolfe Rdrigues e ao Renan Calheiros.

Esse pessoal vive dizendo ao Bolsonaro que não pode fazer nada pra não ser alvo de impeachment. Generais também falam.

Envenenaram meu irmão com o presidente.

A saída dos Weintraub do governo atendeu à necessidade dessa gente.

 

 

Abraham

Eu corri atrás de asilo político.

Falei com embaixadores.

Falei com o embaixador de Israel sobre isso.

Paulo Guedes me ofereceu a vaga nos Estados Unidos, que estava aberta há um ano.

Quando chega todo mundo da minha família aos Estados Unidos, véspera de Natal… chega mensagem do presidente Bolsonaro dizendo “você vai ser demitido por causa dessa história de ser candidato a governador”. As minhas filhas choraram.

Na véspera do ano novo chegou de novo a mensagem sobre minha demissão.

Eu avisei os meus filhos.

Arthur

A ameaça era cale-se ou vai perder o emprego.

Isso porque falaram no nome dele como governador de São Paulo.

Foi quando surgiu o nome do Tarcísio.

Perguntei ao presidente se queria falar com o Abraham diretamente. Ele não aceitou. E ainda me dizia que Abraham era fogo.

Ele me ligou e disse que eu tinha falado que quem anda com bandido vira bandido ou se estrepa.

Ele falou: se continuar essa história de governador vocês perdem isso que têm aí.

Disse “vocês podem ficar aí por vários anos, mas sumam, vocês não podem mais falar. Se pisarem no Brasil seu irmão pode ser preso e ficar preso tanto tempo quanto Mandela. Disse isso em novembro de 2021.

Em dezembro, ele ligou de novo e disse “tô vendo que vocês querem vir para o Brasil. A gente só queria vir de férias. 

E ele: não venham, porque vocês tão ganhando em dólar.

Abraham

A gente não entrou nesse jogo por dinheiro. 

MInha casa em São Paulo é muito melhor que a daqui dos EUA. Meu ap na praia é bom. Não estou atrás de dinheiro.

Ameaçaram tirar meu visto diplomático.

Fiquei muito preocupado.

Meus filhos ficaram assustados. 

Nao teria como resolver mais uma mudança.

O meu ponto fraco é quando ameaçam minha família.

Hoje, se o presidente me pedir perdão, eu perdoo. Mas quando o Arthur falou que eu estava chateado, ele ainda tripudiou.

Arthur

Faei ao presidente que é um direito do Abraham querer um porto seguro em São Paulo.

Disse que suas mensagens tinham abalado ele e a família, que sabia que estava ameaçada de morte.

Ele disse assim: mandei as mensagens mesmo.

E ainda tripudiou: ficou magoadinho, é? Ficou magoadinho? E acrescentou: se vier, pode ser preso ainda.

Fomos pro Brasil de qualquer jeito.

Gente do Planalto fez ligações e disse quem interagir com Weintraub tá ferrado, perde emprego de assessor, perde tudo.

Tentativa de ostracismo contra nós.

Abraham

Se prenderem a gente, temos a quem apelar, inclusive internacionalmente.

Não somos coitados.

Ficaria muito feio para ele se eu pedisse asilo em Israel. Ficaria muito feio para o presidente.

(…) 

Fiquei chateadinho? Sim, fiquei. Fiquei magoadinho? Sim.

Gostei que o Eduardo me chamou de filho da puta? Não gostei.

Ainda assim, perdoaria se ele pedisse desculpa.

Perdoaria, sim.

Mas este tipo de tratamento também está acontecendo com outros.

Bolsonaro se deslumbrou com o poder, está mudando com o poder.

Ele levou os inimigos para dentro do palácio. Levou o centrão para o palácio presidencial.

(…)

Vou votar no Bolsonaro. Porque a alternativa é pessima.

Mas ele não é mais a pessoa para falar pela direita.

Não vai mais defender a sua família – você que está aí me escutando.

Tome cuidado.

O poder seduz muito. 

A ponto de humilhar pessoas que estavam do lado dele desde o começo.

Desta vez, voto em Bolsonaro sem ilusões.

Fonte: Agendo do Poder e Poder 360

Aguarde..