Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 26 de Maio de 2022

Voto impresso ficará para depois de 2022

Por Tribuna em 14/05/2021
Voto impresso ficará para depois de 2022

Por: Phil Thomas

Voto impresso ficará para depois de 2022

O retorno do voto impresso perdeu fôlego e vai ficar para depois das eleições de 2022. A proposta, defendida pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores, deve ser decidida em um plebiscito, que seria realizado junto das eleições de 2022.

De acordo com a relatora da reforma política, Renata Abreu (Podemos-SP), temas que não geram consenso dentro do Legislativo poderiam ser decididos em plebiscitos. Ela cita o caso da impressão dos votos e também da unificação das eleições no país.

Voto (Distritão)

O principal debate da reforma será sobre a manutenção do atual sistema eleitoral ou a sua troca por um modelo diferente. O que tem mais força, atualmente, é o chamado “Distritão”, no qual se elege os candidatos mais votados. Esse formato é por razões obvias é alvo de críticas dos presidentes de grandes partidos por enfraquecer a legenda e fortalecer o candidato.

A inflação na China...

Na China, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – CPI em abril foi modesta em 0,9% ao ano, depois da alta de 0,4% ano a ano em março. O resultado ficou abaixo da estimativa de 1%. Houve um curto feriado em abril, o que impulsionou os gastos e as pequenas viagens de lazer. A taxa de crescimento do CPI foi limitada pelos preços da carne suína, que estavam muito altos no ano passado. Este efeito de base alta normalizará a partir do 4T21.

Uma luz na economia da China. O Índice de Preços ao Produtor – PPI saltou para 6,8% ano a ano em abril, ante 4,4% ano a ano em março. Os números de abril ficaram acima das projeções de 6,5%. Os 6,8% foi causado principalmente pela expectativa de projetos de infraestrutura na China e nos Estados Unidos. Os dados são do Departamento Nacional de Estatísticas.

Leia também: O AGU Andre Mendonça é o favorito de Bolsonaro para vaga no STF 

Bolsonaro está retornando ao PSL 

O rankig da Covid no planeta

No mundo são 160.743.894 casos confirmados de contágio pelo coronavírus (Covid-19), com 3.338.355 mortes e 1.380.053.686 de vacinas administradas. Nos Estados Unidos são 32.844.759 casos confirmados, com 584.346 mortes e 266.193.557 de vacinas administradas. Na Índia, que ocupa o 2º lugar no ranking da plataforma, os casos confirmados chegam a 23.703.665, com 258.317 mortos e com 177.214.256 vacinas administradas.

O Brasil está no 3º lugar no ranking pela plataforma do Johns Hopkins. São 15.433.989 casos confirmados por Covid-19, sendo que o número de mortes está em 430.417. Até hoje são 56.377.995 de vacinas administradas.

O levantamento é de 19h20 da quinta-feira (13/05) pelo horário de Brasília

Divulgado o hiper lucro do BNDES

O BNDES registrou lucro líquido de R$ 9,8 bilhões no primeiro trimestre de 2021, 78% acima do mesmo período do ano anterior, com resultado positivo impulsionado pela venda de participações societárias e pela intermediação financeira. Os desembolsos tiveram crescimento de 35%, chegando a R$ 11,3 bilhões, sendo que 46% desse valor (R$ 5,2 bilhões) foram destinados a micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e 49% (R$ 5,6 bilhões) ao setor de infraestrutura.

Mais da metade da carteira de crédito de operações diretas e indiretas não automáticas do Banco (52,5%) está vinculada a empreendimentos que apoiam a economia verde e o desenvolvimento social.

Apenas no primeiro trimestre de 2021, R$ 3,7 bilhões foram desembolsados para esses setores. O produto de intermediação financeira atingiu R$ 4,4 bilhões, aumento de 7,8% em comparação ao primeiro trimestre de 2020. A receita com operações de crédito e repasses aumentou 10,8% em relação ao primeiro trimestre de 2020, chegando a R$ 9,2 bilhões. 

“Ovos de ouro”

As exportações brasileiras de ovos (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) alcançaram 865 toneladas em abril, número 307,9% superior ao registrado no mesmo período de 2020, quando foram embarcadas 212 toneladas. As vendas de abril geraram receita de US$ 1,1 milhão, resultado 321,8% superior ao obtido no quarto mês do ano passado, com US$ 264 mil.

No acumulado do ano (janeiro a abril) as exportações de ovos totalizaram 4,638 mil toneladas, número 162,3% superior ao efetivado no primeiro quadrimestre de 2020, com 1,768 mil toneladas. Em receita, a alta acumulada chega a 173,1%, com US$ 6,211 milhões de saldo em 2021, contra US$ 2,269 milhões em 2020.

Dólar

O dólar à vista fechou com valorização de 0,16%, para 5,3136 reais encerrando com leve valorização ante o real na quinta-feira (13), depois de oscilar entre ganhos e perdas, com o mercado local captando o viés ainda de força para a moeda norte-americana no exterior após novos dados de inflação nos Estados Unidos.

A moeda bateu a mínima do dia (5,2534 reais, queda de 0,98%) por volta de 11h, a partir de quando passou a ganhar fôlego até alcançar um pouco antes das 15h a máxima intradiária de 5,334 reais (+0,54%).

O câmbio no Brasil andou boa parte do dia em linha com o movimento de seus pares internacionais, mas no fim da tarde os mercados de moedas mostravam direções diversas, com alguns pares do real em queda, alta ou em torno da estabilidade.

Ibovespa

Com o Ibovespa mantendo os ganhos na quinta-feira (13/05), depois de uma recuada no meio tarde com uma operação interrompendo a sequência de alta. No radar permaneceu a inflação dos Estados Unidos, mas que foi ofuscada pelos balanços financeiros apresentados por empresas brasileiras. Ao final, o Ibovespa, ficou em alta de 0,83% aos 120.705 pontos. O volume financeiro ficou em R$34,47 bilhões.

“Pela manhã, o radar ainda estava a inflação dos EUA, que estressou o mercado como um todo e promoveu uma forte realização. Hoje, o PPI também veio acima das projeções, mas os investidores mantiveram as compras. Houve também uma realização nas ações das mineradoras, depois da puxada nos preços das commodities nos últimos dias”, disse o analista da Toro Investimentos, Victor Lima.

Wall Street

A bolsa de Nova York voltou para o campo positivo na quinta-feira (13/05), com os investidores digerindo a recuperação do mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que buscavam altas nos preços que podem estrangular a recuperação. Ao final, o Dow Jones subiu 1,29% aos 34.021. O S&P 500 subiu 1,22% aos 4.112. O Nasdaq subiu 0,72% aos 13.124. O índice VIX caiu 4,46%.

O medo de um aumento da inflação martelou Wall Street, depois que os preços ao consumidor geraram uma venda de ações de blue chip e de tecnologia, ampliando novas preocupações sobre a volta da Covid-19. O fantasma da pandemia ainda assola as nações.

Publicidade
Aguarde..