Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

"TSE pode tornar Bolsonaro inelegível”, diz o jurista Lenio Streck

Segundo o jurista, o ponto de vista prático é uma investigação e serão reunidos indícios de autoria e materialidade de autoria de um determinado e específico delito

Por Tribuna em 02/08/2021

Por Daniel Cesar, do DCM - Bolsonaro pode perder ser afastado e ficar inelegível. Este é o caminho que pode ocorrer depois que o TSE enviou notícia-crime contra o presidente ao STF. Além disso, o Tribunal Superior Eleitoral abriu procedimento após constantes ataques às urnas eletrônicas.

Segundo o jurista Lenio Streck, o caso é grave. “Vai ser instaurado um procedimento contra ele”, iniciou e prosseguiu. “O ponto de vista prático é uma investigação e serão reunidos indícios de autoria e materialidade de autoria de um determinado e específico delito” conta.

Lenio disse ainda que Bolsonaro “está sendo acusado de atentar contra as instituições, de atentar contra o processo eleitoral, isso pode em tese configurar crime de responsabilidade”.

E é aí que ele revela que “poderia ter um problema gravíssimo em relação a isso. Poderia gerar até o afastamento dele, se o TSE entender que é o caso, pode encomendar ao Supremo ou ao Procurador Geral da República para que tome essa providência”, crava.

O que acontece com Bolsonaro?

Lenio Streck detalha com clareza. “Os efeitos mais aguardados, esperados e previsível é perda de elegibilidade, ele pode se tornar inelegível. Isso, do ponto de vista prático, poderia significar uma inaptidão para ele sair candidato nas próximas eleições”, finaliza.

A decisão por unanimidade do TSE caiu como uma bomba na noite desta segunda-feira (02) em Brasília. E pode significar o começo do fim da era Bolsonaro.

Publicidade
Aguarde..