Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

Três em um

Por Tribuna em 16/09/2021
Três em um

O livro "Alianças Eleitorais - casamento com prazo de validade" da cientista política e jornalista renomada Aline Machado, o poder conciliador do magistrado já aposentado João Batista da Costa Marques, o ato de estadista do ex-Presidente Michel Temer, tem tudo a ver.

No livro, Aline expõe os valores democráticos dos partidos políticos nas disputas eleitorais, suas conquistas e seus fracassos. Em sua vida como magistrado, João Batista mostrou nas suas decisões, conciliação em muitas oportunidades.

É tal qual uma aliança eleitoral, vivida para ser conciliadora.  Ao ser convocado para salvar a Pátria de uma possível hecatombe, Michel Temer trouxe nas mãos, conciliação.  Era o caminho que o Presidente Jair Bolsonaro tinha que assumir e rumar.

Deixar de lado conflitos, alianças não condizentes com o momento e salvaguardar seu mandato. Pois bem. Michel Temer agiu como estadista. Foi para Brasília pensando o Brasil.  Não trouxe holofotes para si. Foi discreto, habilidoso, capaz e cirúrgico. 

Esse é o papel de um estadista, onde o povo vê a sua magnitude, a sua representatividade.  Mudou o curso das águas. Elas começaram a bater acima da cintura no Presidente Jair Bolsonaro.  O mercado financeiro reagiu imediatamente com vigor após divulgação da carta de explicações pelo ocorrido em 07 de setembro. 

O sossego nas estradas tomou ares de normalidade. Os largos passos rumo ao boicote na democracia deram uma pausa. O regime democrático voltou a ter paz.

Os personagens resolveram selar uma paz, momentânea ou longa, para felicidade de um país atordoado por pandemia, preços altos, desemprego, mimem e outros verbetes descompensados.

Três personagens da vida nacional que emolduram conciliação em seus atos. Uma cientista política e jornalista, um ex-magistrado (aposentado e cercado de quem deseja ouvir suas teses), um ex-Presidente estadista e a figura do Brasil como pano de fundo. 

Conciliar para crescer. É uma aliança que não tem prazo de validade para quem opera. É uma luz no caminho de um país esperançoso em alcançar a moderação política. 

Precisamos disso. Michel Temer, Aline Machado e João Batista compõe perfeitamente esse cenário naquilo que escrevem em suas obras.  São brasileiros de verdade.

 

João Carlos da Silva, articulista e consultor. 

Publicidade
Aguarde..