Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 26 de Maio de 2022

STF virou a “Casa de Noca” 

Por Tribuna em 23/04/2021
STF virou a “Casa de Noca” 

Por: Phil Thomas  

STF virou a “Casa de Noca” 

Os ministros Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes donos dos mais altos salários do país, baixaram o nível, protagonizaram mais uma das tantas cenas já vistas, nada condizente com a alta Corte da nação. O “pega verbal” aconteceu no final do julgamento de ontem (22/04), no Supremo Tribunal Federal (STF), e só não chegaram a “via de fatos”, por que o ministro Luiz Fux decidiu encerrar a sessão quando a situação começou a sair do controle. 

Barroso abriu o verbo e acusou Gilmar de ‘manipular a jurisdição’ ao ‘sentar em cima’ do processo sobre a suspeição de Moro por dois anos e só pautá-lo após o ministro Edson Fachin anular as ações da Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

"Vossa Excelência sentou em cima da vista por dois anos e ainda se acha no direito de ditar regra para os outros", criticou Barroso. Ao fundo, Gilmar responde: "o moralismo", e "é a pátria da imoralidade". 

E o “pega” de Barroso continua: "Não tem moralismo nenhum. Vossa Excelência cobra dos outros o que não faz. Fica criticando o ministro Fachin depois de ter levado dois anos com o processo embaixo do braço, esperou a aposentadoria do ministro Celso, manipulou a jurisdição. Ora, depois vai e acha que pode ditar regra para os outros". 

"Vossa Excelência perdeu, perdeu", rendeu Gilmar. 

O presidente da Corte, ministro Luiz Fux, tenta interferir na briga e encerrar a sessão, afirmando que concedeu a palavra a todos. Ao ver que a discussão começava esquentar, informa que finalizaria o julgamento. "Me perdoem, não gosto de cassar a palavra de ninguém, não gosto de cassar as palavras dos colegas, mas está encerrada a sessão", e cortou o microfone dos ministros. 

Mais uma cena deplorável, justamente onde o exemplo teria que ser em outro nível. 

Multinacionais deixam o Brasil 

A debandada de grandes multinacionais do Brasil sob gestão de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes deve ganhar mais um capítulo em breve. Desta vez é a suíça LafargeHolcim, maior fabricante de cimento do mundo, que está seguindo os passos de outras empresas de grande porte como Ford, Mercedes, Audi, LG, Sony, Roche, Walmart, dentre outras, que encerram total ou parcialmente operações no país. A LafargeHolcim, fabricante do Cimento Montes Claros, atua em nove estados no Brasil empregando cerca de 1,4 mil pessoas. 

Segundo matéria veiculada pela Bloomberg, a companhia contratou o Itaú como consultoria para o processo de venda de ativos. A publicação cita que a LafargeHolcim pode vender tudo para um único comprador ou dividir em mais de um negócio. São 12 fábricas no país com valor estimado em torno de US$ 1,5 bilhão, cerca de R$ 8,1 bilhões. É a terceira maior por aqui, atrás da Votorantim e Intercement, e produz, além do Cimento Montes Claros, concreto, agregados, e produtos especiais como óleo e gás. 

A Poupança dos americanos 

Mesmo estando na base da pirâmide do cidadão americano, esse segmento vai poupar. È o que diz a Pesquisa do Bank of America Global Research revelando que 53% das pessoas que ganham menos de US$ 30 mil por ano planejavam economizar, investir ou usar o dinheiro extra para pagar dívidas. Nada, nada isso significa um push para girar a economia do país. 

Ibovespa já é uma das piores Bolsas do mundo em 2021 

O índice Ibovespa foi considerado um dos piores entre as 12 maiores bolsa de valores do mundo em 2021, segundo uma pesquisa realizada pelo Valor Data . O levantamento aponta o Brasil a frente apenas da Turquia tanto em porcentagem de valorização em dólar quanto da moeda própria. 

De acordo com o estudo, o índice apresenta 5,14% de desvalorização em dólar e um acréscimo de 0,88% em real. O Chile, por exemplo, apresenta valorização de 21,24% em dólar e 19,12% em peso chileno, o que coloca o país sul-americano em primeiro lugar na lista. 

Os índices estadunidenses Dow Jones e Nasdaq apresentaram valorizações de 10,5% e 6,97%, respectivamente, e ocupam a terceira e nona posições na pesquisa. As bolsas da França (9%), Inglaterra (8,44%) e Alemanha (7,98%) também registram alta em seus valores nos primeiros meses deste ano. 

Barcelona é o time mais valioso do mundo 

Segundo a lista da Forbes, o Barcelona lidera a lista dos 20 times de futebol mais valiosos do mundo pela primeira vez. O Real Madrid caiu para o segundo lugar. O time catalão está avaliado em US$ 4,76 bilhões, superando os US$ 4,75 bilhões do clube da capital espanhola. O primeiro lugar foi monopolizado por duas equipes nos 16 anos anteriores, com o Real Madrid conquistando-o cinco vezes e o Manchester United, da Inglaterra, 11 vezes. 

Leia também: 1 milhão de inadimplentes a mais em menos de um mês 

O AGU Andre Mendonça é o favorito de Bolsonaro para vaga no STF 

A receita média das 20 equipes foi de US$ 441 milhões na temporada 2019-20, queda de 9,6% em relação a 2017-18, enquanto a receita operacional média caiu 56% no período, para US$ 33,8 milhões. O problema está longe de acabar, com um declínio cada vez maior na receita do dia dos jogos durante a atual temporada, já que a maioria das equipes nas principais ligas europeias permite que apenas poucos torcedores assistam às partidas. 

Romance a vista no Big Brother Brasil 

Com a torcida dos seguidores de Fiuk e Juliette, tudo indica que agora a casa mais assistida, terá um novo casal love star. Tudo indica que papo dos dois a partir de agora, será entre sussurros e beijos. É o que esperam os fiéis seguidores. 

O pai Fábio Jr. segue atento, apostando na união do casal. Agora com o sinal verde declarada do pai, tudo indica que só depende da mãe de Juliette, que pediu para a filha “ficar distante de Fiuk”. 

Por sua vez Fiuk não irá desistir tão fácil. No estilo conquistar romântico na noite da última quarta-feira (21/04), ele cantou o clássico de Fábio Jr. 'Alma Gêmea', para Juliette.  

Dólar 

O dólar fechou em queda na quinta-feira (22/04) no menor patamar em dois meses. A moeda americana desvalorizou 1,81% e durante o dia foi negociado a R$ 5,45, com fortes vendas de moeda decorrentes de uma combinação entre ajuste pós-feriado, fluxo positivo e desmonte de posições em meio à percepção de algum alívio do lado fiscal.  

Na análise de Evandro Buccini, diretor de renda fixa e multimercado da Rio Bravo, o dólar ainda tem espaço para cair, mas há dúvidas se uma posição favorável ao real neste momento compensa o risco. 

Ibovespa 

O Ibovespa encerrou em queda de 0,58% aos 119.371 pontos o pregão de ontem (22/04), acompanhando a correção observada em Wall Street após o anúncio de que a Casa Branca trabalha numa proposta de elevação de tributos no país. As quedas na Bolsa brasileira, no entanto, foram limitadas pelo avanço das commodities metálicas na sessão e pelas expectativas para a temporada de balanços no Brasil, que tem início amanhã. 

Wall Street  

Na quarta-feira (21/04) após um declínio de dois dias, uma vez que a busca por ações de empresas que tendem a se beneficiar de uma economia em recuperação compensou a queda da Netflix (NASDAQ:NFLX) (SA:NFLX34) após resultados decepcionantes na véspera. As ações da Netflix caíram 7,4% depois que o maior serviço de streaming do mundo disse que a produção mais lenta de programas de TV e filmes durante a pandemia prejudicou o crescimento de assinantes no primeiro trimestre. 

O Intuitive Surgical subiu 9,9%, à medida que seus resultados superaram as estimativas. "Tirando o Netflix da equação de hoje, é simplesmente um rali de base ampla", disse JJ Kinahan, estrategista-chefe de mercado da TD Ameritrade, acrescentando que as ações de tecnologia ainda têm espaço para disputar. 

  

Publicidade
Aguarde..