Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 26 de Maio de 2022

Sindicalistas vão parar o país em protesto contra Bolsonaro

Por Tribuna em 27/05/2021
Sindicalistas vão parar o país em protesto contra Bolsonaro

Informe Tribuna

Por: Phil Thomas 

Sindicalistas vão parar o país em protesto contra Bolsonaro

Organizadores de uma mega mobilização em 85 cidades brasileiras, incluindo 25 capitais, têm protestos marcados para o sábado (29/5) contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

É a segunda vez que entidades sindicais e movimentos sociais convocam manifestações de rua contra o presidente durante a pandemia. Em janeiro, houve carreatas de grupos de direita e de esquerda pelo impeachment de Bolsonaro.

Controle sanitário

Atualmente, grupos de esquerda, com reivindicações diversas, ainda se dividem sobre os riscos de os atos acabarem agravando o espalhamento da covid-19 num momento que a doença voltou a avançar no país ou enfraquecendo as críticas às aglomerações promovidas por Bolsonaro. Grande parte do material de convocação dos atos recomenda o uso de máscara PFF2 (ou N95), além de álcool em gel e distanciamento físico.

A pauta dos atos inclui diversas demandas, como o impeachment de Bolsonaro, a volta do auxílio emergencial de R$ 600, a ampliação das vacinas disponíveis, o fim da violência contra a população negra e a suspensão de cortes de verbas na Educação, das privatizações e da reforma administrativa.

Atirador faz oito vitimas fatais no EUA

Um homem, identificado como Sam Cassidy, abriu fogo em um pátio da VTA, o transporte público ferroviário da cidade de San Jose, na Califórnia, na manhã da quarta-feira (26), deixando ao menos 8 pessoas mortas e outras feridas.

O xerife da região, Russel Davis confirmou que o atirador foi morto. Ainda não há detalhes acerca da ação e da arma utilizada pelo suspeito, a única confirmação dada até o fechamento da coluna é de que o atirador trabalhava na empresa onde cometeu o crime.

Paes confirma apoio a Santa Cruz para o governo do Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, assinou a sua filiação ao PSD nesta quarta-feira em evento na sede do partido em Brasília. Acompanhado das principais lideranças do partido, incluindo o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz, Paes disse que sua principal missão no partido será construir a candidatura do atual presidente da Ordem dos Advogados d Brasil (OAB) Felipe Santa Cruz.

O dirigente da OAB não assumiu a candidatura porque ainda preside a OAB. Para evitar sanção regimental da Ordem, segundo ele, foi ao evento como “advogado e amigo”. Sua filiação ao partido, deve ocorrer assim que se desincompatibilizar do cargo na ordem.

Em sua manifestação, Santa Cruz afirmou que estava feliz pela filiação de Paes como “admirador e eleitor”. Segundo ele, a principal missão seria a formação de uma frente em defesa do Rio. O presidente da OAB, entretanto, disse que é “um advogado e pretende ser o advogado da população do Rio”.

A quarta onda da Covid-19

Um ano depois, grande parte do Brasil já dá sinais da chegada de uma terceira onda da doença, menos de dois meses depois do recuo da onda anterior, que chegou a matar mais de 4.000 pessoas por dia no país.

Só que a pandemia ocorre em ritmo diferente ao redor do Brasil e há Estados brasileiros que atualmente começam a enfrentar o que poderia ser considerada uma quarta onda de covid-19, como Rio de Janeiro, Amapá, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Sergipe e Santa Catarina.

Santa Catarina tem hoje 15 de suas 16 regiões em situação gravíssima. Ou seja, com sinais como mais de 70% das UTIs ocupadas ou taxa de contágio (Rt) acima de 1, o que significa que as infecções estão aumentando e não recuando.

Jornada de trabalho em excesso pode matar

Jornadas de trabalho excessivas estão matando milhares de pessoas por ano, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde). O primeiro estudo global do tipo revela que 745 mil pessoas morreram em 2016 de derrame e doenças cardíacas relacionadas a longas horas de trabalho. O relatório mostra que as pessoas que vivem no Sudeste Asiático e na região do Pacífico Ocidental são as mais afetadas. E a OMS avalia que a tendência pode piorar devido à pandemia do coronavírus. O Brasil está na faixa de países que têm até 4% da população exposta a longas jornadas de trabalho (55 horas ou mais por semana).

Sylvinho volta ao Corinthians como técnico

Cria da categoria de base, o ex-jogador Sylvinho foi apresentado oficialmente no cargo na terça-feira (25) e não escondeu a felicidade de retornar ao clube, após breve passagem como técnico do Lyon (FRA) em 2019. 

O golpe do Bitcoin

Recentemente um usuário do Reddit contou que perdeu 2,67 bitcoins após cair em um ataque de phishing, mesmo tendo umas das carteiras mais seguras do mercado. O brasileiro identificado apenas como Irmpeixoto postou no subfórum do reddit a história do que aconteceu com a sua carteira de Bitcoin.

Ele comprou uma carteira física através da representante brasileira KriptoBR e logo após a entrega ele configurou o dispositivo através do site oficial da Trezor. O usuário afirmou que estava juntando bitcoins desde 2017, utilizando carteiras de papel como carteira fria e a Binance para os valores utilizados em trades.

Foi então, quando ele decidiu pegar esses valores e guardar em uma hardware wallet, que algo deu errado durante um de seus logins no site da Trazor. O que aconteceu é que Peixoto acabou entrando em uma aba de um ataque de Phishing que imitava com perfeição o site da Trezor.

Dólar

Beneficiado pela entrada de recursos de exportações, o dólar caiu na quarta-feira (26), mas manteve-se acima de R$ 5,30. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 5,313, com queda de R$ 0,024 (-0,45%). A cotação chegou a subir para R$ 5,34 na máxima do dia, por volta das 10h30, mas recuou no início da tarde, chegando a R$ 5,28 por volta das 12h30. Durante a tarde, a divisa diminuiu o ritmo de queda, mas manteve a baixa.

Ibovespa

No mercado de ações, o índice Ibovespa, da B3, fechou aos 123.989 pontos, com alta de 0,81%. O indicador operou em alta durante toda a sessão, mas ampliou a alta durante a tarde com o desempenho de empresas aéreas. Com isso impulsionada pelo setor aéreo, a bolsa de valores recuperou-se da queda de  terça-feira (25) e aproximou-se dos 124 mil pontos.

Wall Street

Os índices de peso de Wall Street voltaram para o azul na quarta-feira (26/05). Os investidores ficaram mais animados e deixaram de lado as preocupações com a mudança de trajetória por parte do Federal Reserve na política monetária. Ao final, o Dow Jones ficou estável aos 34.323. O S&P 500 ficou em alta de 0,19% aos 4.195. O Nasdaq ficou em alta de 0,59% aos 13.738.

Na terça-feira (25), o vice-presidente do Federal Reserve, Richard Clarida, disse  que “chegará um momento nas próximas reuniões” em que o banco central discutirá a redução das compras de ativos, mas que “vai depender do fluxo de dados” – reafirmando que o Fed não está com um cronograma definido quando se trata de reverter as políticas que apoiaram a recuperação econômica e os preços dos ativos.

Publicidade
Aguarde..