Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 19 de Agosto de 2022

Saúde Pública foi tema de debate na UERJ

Por Tribuna em 28/07/2022
Saúde Pública foi tema de debate na UERJ

Com a finalidade traçar diretrizes para políticas públicas de saúde para o estado do Rio de Janeiro, foi realizada no Teatro Noel Rosa, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) a Conferência Livre, Democrática e Popular de Saúde 2022. O evento foi organizado pela Frente Pela Vida, movimento que conta com entidades como Abrasco, Cebes e Asfoc-SN.

Um dos principais pontos discutidos, foi a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) como um sistema soberano e 100% público, além da revogação da PEC 95 e a ampliação orçamentária para a saúde.

De acordo com o jurista e ex-reitor da UERJ, Ricardo Lodi, que esteve presente, é de extrema urgência que se acabe com a emenda constitucional que instituiu o teto de gastos e que congela o gasto social para a  saúde e educação, de forma a garantir investimentos diretos. 

- Conseguimos aqui na UERJ transformar um hospital privado em uma unidade do SUS, assim como ocorreu com o Hospital Universitário Reitor Hélio, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, que agora atende a população fluminense - explicou.
   Lodi disse ainda que outra medida que se torna urgente, é restabelecer a distribuição dos royalties do pré-sal para a saúde e educação. Uma carta-compromisso será enviada à 17ª Conferência Nacional de Saúde, que acontecerá em São Paulo durante o mês de agosto.

Estiveram presentes no evento a presidente do Cebes, Lúcia Souto; o coordenador da Rede Unida, Túlio Franco; o ex-ministro José Temporão; a ex-presidente da Abrasco, Gulnar Azevedo; o pró-reitor de Saúde da Uerj, Rogério Rufino, além de parlamentares, membros da sociedade civil e representantes de movimentos sociais.

Aguarde..