Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

Romário e deputado Renato Zaca irão debater doença renal crônica no Senado Federal

Audiência pública, que será realizada nesta quarta-feira (11), vai discutir alternativas de tratamento

Por Tribuna em 10/05/2022
Romário e deputado Renato Zaca irão debater doença renal crônica no Senado Federal

A elevada incidência de doença renal crônica (DRC) e a conscientização sobre alternativas de tratamento serão debatidas em audiência pública da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), agendada para quarta-feira (11), às 10h30. O pedido da discussão atende requerimento do senador Romário (PL), que se inspirou no projeto de lei do deputado estadual Renato Zaca (PL) e quer encampar a iniciativa a nível federal.

 


A proposta do parlamentar fluminense tem como objetivo difundir a oferta de diálise peritoneal como forma de terapia alternativa à hemodiálise. Só no Brasil, surgem aproximadamente 40 mil novos doentes renais por ano.

 

"A diálise peritoneal é parecida com a hemodiálise, ambas oferecidas pelo SUS. É uma alternativa segura e eficaz, e precisa ser mais difundida porque tem potencial de mitigar o cenário crítico, contribuindo para redução de filas de espera e melhorar gestão de recursos públicos", defende Renato Zaca.

Ao conhecer o projeto, o senador Romário pediu audiência pública com a participação de médicos e membros da Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT), da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) e da Federação Nacional das Associações de pacientes renais Transplantados do Brasil (FENAPAR).

"Discutir formas de conscientizar a população sobre como prevenir a Doença Renal Crônica e a ampliação dos tratamentos é uma necessidade urgente. Estima-se que 1 em cada 10 adultos terá alguma forma de DRC levando a um estágio terminal. E a diálise peritoneal, indicada como mais benéfica para 90% dos pacientes, ainda é pouco propagada no Brasil", justifica Romário.

Como participar

O evento será interativo. Os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e?Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo.

O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo.

O Portal e?Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Link do portal: https://www12.senado.leg.br/ecidadania

Publicidade
Aguarde..