Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 04 de Julho de 2022

“Quando vemos um presidente da República imitando uma pessoa com falta de ar, isso para nós é muito doloroso”, diz órfã da Covid na CPI

Por Tribuna em 18/10/2021
“Quando vemos um presidente da República imitando uma pessoa com falta de ar, isso para nós é muito doloroso”, diz órfã da Covid na CPI

Representante da região Sudeste, Kátia Shirlene Castilho criticou, nesta segunda-feira (18/10), a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por ter imitado uma pessoa sofrendo com falta de oxigênio. Ela perdeu os pais por causa da Covid-19.

“Quando vemos um presidente da República imitando uma pessoa com falta de ar, isso para nós é muito doloroso. Se ele soubesse o mal que ele faz para nação, além de todo o mal que já fez, ele não faria isso”, declarou ela à CPI da Covid-19.

“Por meio dessa CPI, a gente conseguiu ver quantas coisas poderiam ter sido evitadas, quantas mortes e tragédias poderiam ter sido evitadas”, disse. “Faltou na verdade seriedade do governo para tratar dessa pandemia que passamos e estamos passando no Brasil”, acrescentou.

Katia, que hoje vive em João Pessoa (PB), relatou os últimos dias acompanhando os pais internados por causa do novo coronavírus. O pai faleceu enquanto a mãe estava internada na Prevent Senior, em São Paulo, e relatou descaso no trato do hospital com a paciente.

Ela disse que receitaram kit Covid, com medicamentos sem comprovação de eficácia para o tratamento da Covid-19, e não realizaram exames mais aprofundados nos primeiros atendimentos.

“Vidas e histórias foram encerradas por negligência. Nós queremos justiça. O sangue dessas mais de 600 mil vítimas escorre nas mãos de cada um que subestimou esse vírus. A vacina é a única solução para vencermos. Se você ainda não tomou, por favor tome. Aproveite essa oportunidade, meus pais não tiveram”, concluiu.

A CPI realiza, na manhã desta segunda-feira, uma audiência pública destinada a colher o relato de vítimas da Covid-19 e familiares que perderam entes para a doença. Haverá uma pessoa de cada região do país presente. (Do Metrópoles)

Aguarde..