Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

PSD de Paes costura possível aliança com PDT de Rodrigo Neves no Rio

Por Tribuna em 27/01/2022
PSD de Paes costura possível aliança com PDT de Rodrigo Neves no Rio

Pré-candidato à presidência, Ciro Gomes (PDT) deve se reunir com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), na próxima semana, informa a CNN. O prefeito carioca negocia apoio ao ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT) para o governo do Estado.

Em artigo publicado nesta quinta-feira, 27, o diretor editorial do Brasil 247, Luís Costa Pinto, afirmou que Paes negocia apoio a Neves, com entrada na região metropolitana, ou a uma candidatura própria do PSD com o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, que, com apoio de Paes, terá apoio na capital carioca.

De acordo com a CNN, está prevista uma série de encontros entre representantes do PDT e do PSD para discutir a aliança regional. “No domingo (30), Ciro irá ao Rio e participará de um seminário com a presença de lideranças do PDT. E na próxima quarta-feira (2), está prevista uma reunião com Paes e o presidente do PDT, Carlos Lupi”, afirma a reportagem.

Ao mesmo, como lembrar o Radar da Veja, o PT indicou que poderia ter dois palanques no Rio de Janeiro, apoiando o candidato do PSB, o deputado federal Marcelo Freixo, e Rodrigo Neves, que, com aval do presidente do partido, Carlos Lupi, já afirmou que daria palanque ao ex-presidente Lula (PT) nas agendas em que Ciro não estiver no estado.

A questão do PT com o PSD, no entanto, é complexa, como relatou Luís Costa Pinto em sua coluna. O ex-ministro Gilberto Kassab, presidente do PSD, já afirmou que pretende lançar candidatura própria — possivelmente o atual presidente do Senado, Rodrigo Pacheco — dificultando um palanque com Lula e Paes.

Ao Jornal da Fórum, Neves reforçou que há grande possibilidade de uma aliança com Paes no Rio de Janeiro. “Temos conversado com várias lideranças. Em Niterói fizemos uma grande aliança do campo progressista e esmagamos a extrema-direita em 2020, com a nossa unidade e a força do povo. Nós estamos conversando com setores do PT, do PSB, do PCdoB e com setores do centro, da centro-direita e com o prefeito Eduardo Paes“, declarou.

“Paes é o principal artífice político do estado, é o prefeito da cidade do Rio. É um prefeito que tem uma trajetória de boa gestão. Eu vejo a possibilidade desse diálogo como uma coisa muito positiva para ganhar a eleição, mas também para governar o Rio”, acrescentou Rodrigo Neves.

“Ainda tem muita água pra rolar. Vamos continuar debatendo com as forças políticas, mas há uma grande possibilidade dessa aliança [do PDT com Paes] acontecer”, afirmou.

O pré-candidato ainda destacou que a eleição no Rio “é muito importante, porque o estado está acabando” — assunto que ele destacou em sua mais recente coluna. “O Rio é o maior desafio de gestão em governança dentre as 27 unidades da federação. Não dá mais para arriscar. Uma pessoa que nunca administrou uma prefeitura, nunca exerceu função no Executivo, nunca administrou uma padaria, é um risco enorme”, apontou à Fórum. (Do Brasil247)

 

 

Publicidade
Aguarde..