Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 26 de Maio de 2022

Presidente chinês conversa com chanceler alemão por telefone e ressalta os 50 anos de relação entre os dois países

Por Tribuna em 22/12/2021
Presidente chinês conversa com chanceler alemão por telefone e ressalta os 50 anos de relação entre os dois países

Na foto, visitantes no estande de exposição da Alemanha durante a Feira Internacional de Comércio de Serviços da China (CIFTIS) 2021 em Beijing, capital da China, em 5 de setembro de 2021. (Xinhua/Wang Tiancong)

O presidente chinês, Xi Jinping, manteve nesta terça-feira uma conversa por telefone com o chanceler alemão, Olaf Scholz.

Na conversa, Xi parabenizou Scholz mais uma vez por sua posse como chanceler alemão.

Xi ressaltou que a China atribui grande importância às suas relações com a Alemanha. Nos últimos anos, a cooperação China-Alemanha sempre foi um "guia" da cooperação entre a China e a União Europeia (UE), o que é uma escolha correta feita pelos dois países em consonância com a tendência de desenvolvimento dos tempos, disse ele.

Xi observou que o próximo ano marca o 50º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e a Alemanha.

Ao longo do último meio século, as relações China-Alemanha demonstraram ampla vitalidade, persistência, resiliência e potencial, disse Xi, acrescentando que, nos próximos 50 anos, os dois países devem adotar uma visão global de uma perspectiva de longo prazo, avançar e lutar por um novo desenvolvimento das relações China-Alemanha.

Em primeiro lugar, sugeriu Xi, os dois países devem traçar o curso geral das relações bilaterais de uma perspectiva estratégica.

Tanto a China quanto a Alemanha são grandes países com importante influência, disse Xi, acrescentando que um sólido desenvolvimento das relações bilaterais não só serve aos interesses fundamentais dos dois países e seu povo, mas também contribui para a paz e a estabilidade mundiais.

Xi ressaltou que, os dois lados devem ver inabalavelmente o desenvolvimento um do outro como uma oportunidade, manter a boa tradição de liderança de alto nível e definir a direção para o desenvolvimento das relações China-Alemanha.

Os dois lados devem aproveitar o papel dos mecanismos de diálogo e cooperação bilaterais, e particularmente fazer bom uso de seu mecanismo de consulta intergovernamental, de modo a promover a cooperação em vários campos, assinalou Xi.

Ele acrescentou que os dois lados devem fortalecer a comunicação e a coordenação e planejar conjuntamente as atividades comemorativas do 50º aniversário no próximo ano.

Em segundo lugar, adicionou Xi, os dois países devem promover ativamente a cooperação mutuamente benéfica de forma prática.

As economias chinesa e alemã se beneficiaram muito do desenvolvimento uma da outra, observou Xi, acrescentando que a China tem sido o maior parceiro comercial da Alemanha por cinco anos consecutivos, e a cooperação econômica e comercial bilateral continuou crescendo apesar da pressão da pandemia de COVID-19.

Ele destacou que os dois lados devem explorar ativamente novas áreas de cooperação, como novas energias e economia verde e digital, e desencadear o potencial de crescimento do comércio de serviços.

As empresas alemãs são bem-vindas para alavancar suas vantagens e aproveitar as novas oportunidades trazidas pela abertura da China, disse Xi, acrescentando que o lado chinês espera que a Alemanha forneça um ambiente de negócios justo para as empresas chinesas investirem e fazerem negócios na Alemanha.

Observando que a Alemanha é um nó importante do Expresso Ferroviário China-Europa, Xi disse acreditar que a cooperação aprimorada entre a China e a Alemanha no âmbito da Iniciativa do Cinturão e Rota beneficiará os países ao longo da rota e promoverá a conectividade do continente eurasiático.

Em terceiro lugar, apontou Xi, os dois lados precisam trabalhar juntos para enfrentar desafios e fazer novas contribuições para a governança global.

Tanto a China quanto a Alemanha são defensoras do multilateralismo e contribuem para o desenvolvimento global, observou Xi.

Sugeriu que aumentem a coordenação e a cooperação em assuntos internacionais e encontrem soluções práticas para problemas relativos ao futuro compartilhado da humanidade, tais como: o combate à COVID-19; a promoção da distribuição justa das vacinas; estímulo à recuperação econômica pós-pandemia em todo o mundo, especialmente nos países em desenvolvimento; combate às mudanças climáticas; alívio da pobreza; e realização do desenvolvimento sustentável.

Ele pediu esforços conjuntos para buscar a resolução das questões regionais de conflito por meio do diálogo, defender e fortalecer o princípio da democracia nas relações internacionais e se opor firmemente a todas as formas de comportamento hegemônico e mentalidade da Guerra Fria.

Somente quando os países se desenvolverem juntos pode haver um verdadeiro desenvolvimento, segundo ele, acrescentando que a China está pronta para trabalhar com a Alemanha para promover a implementação da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável.

Xi ressaltou que a China e a UE são duas grandes forças independentes no mundo com amplo consenso estratégico e interesses comuns.

Os dois lados, acrescentou, devem manter-se comprometidos com a parceria estratégica abrangente e com o princípio de respeito mútuo e benefício mútuo, de modo a garantir um consistente desenvolvimento sólido e estável das relações China-UE.

Xi disse esperar que a Alemanha continue a desempenhar um papel positivo na estabilização dos laços China-UE e injete estabilidade e energia positiva na relação China-UE.

Por sua vez, Scholz agradeceu a Xi por enviar uma mensagem de congratulação sobre sua eleição como chanceler alemão, acrescentando que ele ainda tem novas memórias de suas trocas com Xi, e está pronto para herdar e avançar a amizade e cooperação Alemanha-China.

Atualmente, a Alemanha e a China estão testemunhando o sólido desenvolvimento de seus laços comerciais e de investimento, a estreita cooperação no enfrentamento de desafios globais como as mudanças climáticas e a pandemia de COVID-19, e uma comunicação estreita sobre assuntos regionais como o Afeganistão e a questão nuclear iraniana, que constituem os três pilares para o desenvolvimento sustentado das relações Alemanha-China, disse Scholz.

A Alemanha está disposta a trabalhar com a China no espírito de respeito mútuo e confiança mútua para buscar um maior desenvolvimento da parceria estratégica abrangente Alemanha-China, afirmou ele.

A Alemanha, apontou Scholz, está pronta para tornar o 50º aniversário uma oportunidade para realizar uma nova rodada bem-sucedida de consultas intergovernamentais, fortalecer a cooperação prática em áreas como energias limpas, economia digital e setor de serviços e promover as relações UE-China de forma construtiva.

Scholz espera que o acordo de investimento UE-China entre em vigor em uma data antecipada e disse que a Alemanha está pronta para trabalhar com a China para defender o multilateralismo nos assuntos internacionais.

Na conversa, os dois líderes também trocaram saudações de Ano Novo, e concordaram em manter a comunicação regular e fazer esforços conjuntos para fazer avançar as relações China-Alemanha e China-UE a novos patamares.

Publicidade
Aguarde..