Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 15 de Agosto de 2022

Posto online: Deputado cobra da ANP relação de preço doe combustiveis oferecidos nos postos e desconto de R$ 1,20 nas bombas

Por Tribuna em 06/07/2022
Posto online: Deputado cobra da ANP relação de preço doe combustiveis oferecidos nos postos e desconto de R$ 1,20 nas bombas

A tão aguardada redução do ICMS no preço dos combustiveis, deverá trazer um pequeno alívio ao bolso dos motoristas que circulam no estado do Rio de Janeiro, principalmente para aqueles que dependem de seus veículos para levar o sustento para suas familias como, taxistas, motoristas de aplicativos e profissionais liberais.

Mas só essa redução não terá o resultado desejado se esses consumidores tiverem que sair circulando pela cidade para encontrar o posto que realmente apresente um preço que esteja dentro do esperado.

Para que os motoristas possam pesquisar os melhores preços oferecidos, o deputado Júlio Lopes solicitou ao ministro chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, através de indicação, que a pasta providencie o mais breve possivel a implantação e implementação do Sistema de Monitoramento e Acompanhamento Instantâneo de Revenda de Combustíveis Automotivos aos consumidores.

A solicitação também foi entregue ao diretor geral da Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANP), Rodolfo Henrique de Sabóia, pedindo que a agência realize o monitoramento diário e disponibilize online, a informação aos consumidores com a relação dos postos com os preços mais baratos e se a qualidade dos combustíveis de cada posto estão dentro das normas especificadas pela agencia.

A finalidade é a de simplificar e disponibilizar para a população através de laptops, celulares e computadores a relação dos postos de combustíveis do país que apresentam os preços mais baratos na hora de encher o tanque.

- É perfeitamente possível para a ANP fazer o controle e disponibilizar em sua página os endereços dos cerca de 40 mil postos existentes no país e os preços  aplicados, para que nós consumidores possamos ter a possibilidade de abastecer com um combustível mais mais barato e de qualidade.

A legislação já existe, basta apenas que a ANP forneça esses endereços. Isso não é controle de preços, e sim monitoramento de preços, já que tivemos a maior redução de um imposto federal observado em todo o mundo que fará com que o diesel, o etanol e a gasolina fiquem mais baratos.

Mais para isso, é preciso que empresários insensíveis do setor que não querem que os preço dos combustíveis voltem ao patamar de desconto de R$ 1,20, que é perfeitamente possível com esse corte do imposto, tenham responsabilidade e fiquem ao lado da população para que possamos juntos enfrentar os altos preços - explicou.

Júlio destaca ainda que além de verificar os preços, a população também poderá contar com as informações que a nota fiscal eletrônica permite e que estarão disponíveis no site do governo federal.

Ele lembra também que a ANP já controla a vazão de produção dos poços de petróleo no mar, com a finalidade de realizar a partilha correta para a União, estados e municípios, e que disponibilizar a relação dos postos com os preços dos combustiveis em seu site irá colaborar para a  transparência da agência.

Aguarde..