Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 14 de Agosto de 2022

Percepção de risco e segurança no lar

Como está a percepção de risco do porteiro do seu prédio? E na sua casa?

Por Segurança é inegociável em 31/08/2021
Percepção de risco e segurança no lar

Todos estão preparados para inserir a percepção no cotidiano?

Certa vez fui fazer uma vistoria em um prédio numa área nobre, para avaliar as questões de segurança, perguntei aonde foi alocado os extintores de incêndio nos andares?

O porteiro que acompanhava a vistoria, orgulhoso de si, informou que havia colocado nas lixeiras, ou seja, ninguém percebeu que nos andares estavam sem os extintores, não tinham informações ou não se preocuparam com algo que pode ser como um “apêndice” só lembramos que temos, quando dói, no caso dos extintores os condôminos só iriam lembrar se houvesse um princípio de incêndio.

Então, fiz a orientação que os extintores deveriam estar em lugar visível, identificados, e desobstruídos para qualquer eventualidade.

Essa questão me deixou pensativo para criar uma orientação de um plano de contingência para os condomínios que se interessassem em estarem dentro das conformidades legais e poderem proteger seu patrimônio de sinistros combatendo ou debelando o princípio de incêndio.

Para alcançar um determinado envolvimento dos moradores é necessário identificar e articular os comportamentos desejados para implementar os princípios estabelecidos nas gestões de riscos.

Ex: Você mandaria uma criança de 05 anos desligar o fogão estando com uma panela de água fervendo?

Naturalmente que não, tendo em vista você visualizar o perigo e identificar o risco que este perigo apresenta.

Temos que estar atentos até mesmo nas contratações de execução de tarefas em nossa residência, verificar uma simples troca de lâmpada, identificar se desligou a fonte de energia, se existe uma escada adequada, se tem um ajudante segurando a escada em quanto o outro executa a troca de lâmpada, uma queda ou um choque que venha trazer danos físicos ou óbito, respondemos civil e criminalmente, por expor a vida de outrem (Art. 132 do CP)

Antes de sair de casa não deixem celulares carregando se não tiver ninguém em casa, prestem atenção no excesso de tomadas alimentando aparelhos, nunca deixem ferro de passar próximo de objetos de fácil combustão, principalmente tendo criança em casa, ter cuidado com fios desencapados.

Devemos lembrar que:

Acidentes qualquer evento inesperado que cause danos ao meio ambiente ou a saúde humana, prejuízos matérias ao patrimônio próprio ou terceiro.

Partindo deste princípio sejam sempre solícitos conversem sempre antes de quaisquer tarefas e na dúvida, não deixem que excutem, seu bem maior é a vida e saúde.

Tenham uma excelente semana.

Por Roberto Luiz Costa Vaz

Técnico em Segurança do Trabalho RJ/004829.1 MTE
Watssap 97348-3612

robertosegurotrb@gmail.com

Aguarde..