Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Julho de 2021

Olímpiadas de Tóquio: Atletismo brasileiro treina e compete nos EUA

Grupo com 18 atletas, chegou nesta quarta (17) na Califórnia

Por Tribuna em 17/03/2021
Olímpiadas de Tóquio: Atletismo brasileiro treina e compete nos EUA

De olho na Olimpíada de Tóquio, o primeiro grupo de brasileiros chegou nesta quarta-feira (17) nos Estados Unidos. O time composto por 18 atletas participa de mais um período de treinamentos e de uma competição no Centro Olímpico de Chula Vista, na Califórnia. Dos 18 atletas, 15 saíram na noite de terça-feira (16) do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e Érica Sena, atleta da marcha atlética, e o técnico André Chocho, que viajaram de Cuenca, no Equador, e o técnico José Luís Martínez, que embarcou em Madri, na Espanha. Além dos treinamentos na excelente estrutura do Centro Olímpico, os brasileiros do primeiro grupo participarão de algumas competições previstas no calendário norte-americano, a partir de 3 de abril, justamente em Chula Vista.

O segundo grupo, com atletas integrantes dos revezamentos 4x400 misto e 4x400 m masculino, segue para os Estados Unidos no dia 11 de abril. A programação é de o período de preparação terminar no dia 19 de abril, quando os atletas convocados para o Mundial viajam para Rio Maior, em Portugal. Lá os brasileiros farão a aclimatação e em seguida vão para a Polônia. No país do leste europeu, participarão do torneio na Silésia, que servirá também de seletiva olímpica, entre os dias 1º e 2 de maio.

O 4x100 m masculino e o 4x400 m misto já estão qualificados para os Jogos de Tóquio. Mas o revezamento 4x100 m feminino e o 4x400 m masculino tentarão a classificação no torneio da Polônia. Para carimbarem o passaporte, os times precisarão chegar às finais das respectivas provas.

“Este camping veio na hora certa porque as pistas do Pinheiros e do Núcleo de Alto Rendimento, em São Paulo, estão fechadas nesta fase emergencial. Digo aos atletas que somos abençoados e tudo está caminhando para fazermos a melhor preparação possível. No caso do 4x100 m masculino vamos defender o título de campeão mundial de revezamentos,” disse, à assessoria da CBAt, Felipe de Siqueira, responsável pela equipe 4x100 masculina que foi campeã mundial no Japão em 2019.

Desde setembro treinando somente de forma virtual com o espanhol José Luís Martínez, a lançadora do disco Fernanda Borges (AABLU) está ansiosa. “Estou muito animada com a oportunidade de voltar a trabalhar ao lado dele. O objetivo é fazer uma boa preparação, participar de competições em busca do índice olímpico”, afirmou a gaúcha sexta colocada no disco no Mundial de Doha-2019 à assessoria da CBAt.

Já classificada à Olimpíada na provas dos 20km da Marcha Atlética, Érica Sena (Pinheiros) busca aproveitar a estrutra do CT. “O objetivo é poder treinar mais tranquilo e ter uma boa estrutura. Quero treinar mais forte já que em Chula Vista o clima é bom e fica ao nível do mar”, disse a atleta, que mora em Cuenca, Equador.

A iniciativa só foi viabilizada nesse período de grave crise sanitária em todo mundo por causa do coronavírus (covid-19) pela ação do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e junto ao Comitê Olímpico dos Estados Unidos. Esse período integra o Programa de Preparação Olímpica (PPO) da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e do COB.

*** Com informações da EBC.

Foto:CBAT/Wagner Carmo/Direitos Reservados.

Aguarde..