Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

O que é Serotonina (5-HT), Triptofano, Melatonina e a importância deles pra Saúde

Por Dra. Patrícia Janoni em 13/05/2021
O que é Serotonina (5-HT), Triptofano, Melatonina e a importância deles pra Saúde

Serotonina (5-HT)

Neurotransmissores correspondem a substa?ncias qui?micas mensageiras que enviam sinais pela fenda sina?ptica entre as ce?lulas nervosas encontradas em todo o corpo humano. Um dos motivos para diminuir, distorcer ou cessar a transmissa?o dos sinais nervosos e? seu ni?vel alterado.

A serotonina (5-HT) é um neurotransmissor que desempenha um importante papel no sistema nervoso, com diversas func?o?es.

As concentrac?o?es de 5-HT cerebrais esta?o relacionadas a alterac?o?es de comportamento e humor, ansiedade, agressividade, depressa?o, sono, fadiga, e ainda na supressa?o de apetite, atividade motora e func?o?es cognitivas.

A serotonina ajuda na formação do hormônio melatonina que é responsável por regular o ciclo do sono (relógio biológico) com isso melhora a qualidade do sono, diminui o cortisol (hormônio do estresse).

Um intestino saudável irá contribuir com a produção de serotonina, uma vez que o intestino é responsável por 90% do triptofano necessária para a síntese da serotonina do organismo.

Os alimentos que possuem conteu?do relativamente alto de triptofano sa?o: ovos, leite, carne, soja, batata, cereais, bro?colis, couve-flor, berinjela, kiwi, ameixa, banana, nozes, peixes, frutos do mar, tomates.

O camarão é a fonte mais rica de triptofano, com 330 miligramas a cada 113 gramas. Atum, linguado, salmão e bacalhau, bem como as deliciosas vieiras possuem entre 250 e 400 miligramas por porção e por isso também são excelentes opções. 

 

Triptofano

Triptofano é um aminoácido aromático essencial, tanto para homens como animais e, não podendo ser produzido pelo organismo precisa ser obtido através da alimentação.

Sua essencialidade não se restringe apenas à sua contribuição no crescimento normal e síntese protéica, mas também na regulação de importantes mecanismos fisiológicos.

Entre suas diversas funções podemos citar o fato de ser precursor da serotonina, sua influência no sono, comportamento, fadiga central e periférica, ingestão alimentar entre outras. Além de ser ainda o precursor da vitamina B3 (niacina) e é um dos aminoácidos que estimula a secreção de insulina e hormônio do crescimento.

Dois por cento do Triptofano presente na dieta é convertido em serotonina, ou seja, se sua alimentação estiver deficiente de triptofano, este aminoácido será apenas direcionado para sua principal função no organismo que é ser precursor da serotonina.

Em relação à atividade física, há envolvimento do triptofano tanto em exercícios de longa como de curta duração.

Alguns alimentos são ricos em triptofano, tais como banana, coco, laticínios (leites, queijos e iogurtes), chocolate, mel, peixes (salmão, truta, sardinha, atum e arenque).

Leia também: Envelhecimento: Idades da pele

Automedicação infeliz “Manifestação Cultural”

Melatonina

Melatonina é importante para o sistema cardiovascular.

O infarto agudo do miocárdio e cirurgia cardíaca são exemplos de situações as quais a lesão de reperfusão miocárdica e de ocorrência comum.

A lesão ao cardiomiócito induzida por reperfusão, ocorre em virtude de fatores tais como; estresse oxidativo, sobrecarga de cálcio e abertura de poros de transição de permeabilidade mitocondrial (mPTP), sendo a sobrecarga de cálcio, protagonista desta injúria.

Assim parte do retículo sarco/endoplasmático, excessiva liberação de Ca e por conseguinte, fluxo de Ca através da membrana plasmática.

A terapia de reperfusão aumenta a expressão dos receptores IP3R e diminui nos SERCA. Os receptores cardíacos IP3R e SERCA, têm como função, a regulação do Ca intracelular, da contratilidade e da morte do cardiomiócito, modulada pelas citocinas de sobrevivência; ERK1 e ERK2, sendo a primeira, alvo à redução da sobrecarga de Ca.

A melatonina, mostrou relevância significativa na proteção do cardiomiócito, com o reestabelecimento da função contrátil durante a reperfusão, através da inibição dos canais IP3R, limitando a liberação Ca pelo retículo endoplasmático e sarcoplasmático, reduzindo assim, a sobrecarga de cálcio mitocondrial e citosólica e assim a subsequente abertura de mPTP.

A melatonina atua exatamente na cinase ERK1 modulando os canais IP3R e SERCA, mantendo a homeostase do Ca, às custas de adaptação mitocondrial, interação com variadas espécies reativas de oxigênio e nitrogênio, up regulation das enzimas antioxidantes e down regulation de enzimas pró oxidantes, reduzindo significativamente o dano oxidativo e inibindo a abertura do mPTP, e dessa maneira conferir uma organização regular e bem definida da actina, contra a disposição difusa e irregular da F-actina.

Dr Eduardo Macedo Bernardes - Médico, Diretor Clínico – Clínica EMBJANONI

 

 

Dra.Patricia Azevedo Janoni

Diretora Técnica da Clínica Embjanoni Especialista em Medicina Ortomolecular Integrativa e Saúde da Longevidade, Dermatologia clínica/Estética e Cosmiátrica, Perícia Médica e Medicina do Trabalho.

E-mail: informacoes@clinicaembjanoni.com.br

Whatsapp : (21) 999147-145

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Tribuna da Imprensa Digital e é de total responsabilidade de seus idealizadores. 

 

Aguarde..