Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 26 de Maio de 2022

O AGU Andre Mendonça é o favorito de Bolsonaro para vaga no STF 

Por Tribuna em 21/04/2021
O AGU Andre Mendonça é o favorito de Bolsonaro para vaga no STF 

Por: Phil Thomas  

O AGU Andre Mendonça é o favorito de Bolsonaro para vaga no STF 

O presidente Jair Bolsonaro revelou a líderes evangélicos que o advogado-geral da União (AGU), André Mendonça, será nomeado para vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) quando vaga for aberta, em julho, com a aposentadoria do decano da Corte, Marco Aurélio Mello.  

A informação circulou no “núcleo duro” do presidente, ontem (20/04). Na articulação a mão abençoada de Silas Malafaia, (leia-se Assembleia de Deus Vitória em Cristo). 

Estados Unidos classifica o Brasil como não recomendável para viajar 

O Departamento de Estado dos Estados Unidos colocou o Brasil na terça-feira (20/04) no nível quatro em uma escala de países não recomendáveis para se ter como destino. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) "emitiu um aviso de saúde em viagem de nível 4 para o Brasil devido à Covid-19, indicando um (nível muito alto da doença) no país.  

O Departamento de Estado alerta para a alta criminalidade no Brasil como mais uma razão para não viajar ao país. "Crimes violentos, como assassinato, assalto à mão armada e roubo de carros, são comuns nas áreas urbanas, dia e noite. A atividade de gangues e o crime organizado são generalizados. Assaltos são comuns. Funcionários do governo dos EUA são desencorajados a usar ônibus públicos municipais em todas as partes do Brasil devido ao elevado risco de roubo e agressão a qualquer hora, especialmente à noite". 

Gênio aos 18 anos 

João Marcos Silva Borges, 18 anos, estudante do SESI/SENAI José Bento Nogueira Junqueira, em São Gonçalo do Sapucaí, Sul de Minas, tirou 975 na prova de matemática e passou em cinco universidades. Ele trocou a primeira opção, engenharia ambiental, pela medicina, ao ver lado humano da profissão na pandemia. Borges escolheu a UFMG, em Belo Horizonte, para se tornar médico. 

No intervalo de um mês, João Marcos viu sua vida mudar de rumo. Primeiro foram as convocações nas universidades Federal de Juiz de Fora (UFJF), de São Paulo (USP) e de Campinas (UNICAMP) para o curso de Engenharia Ambiental. 

Maserati faz sucesso no Salão do Automóvel de Xangai 

A Maserati lançou seu primeiro SUV híbrido, o Maserati Levante Hybrid, durante o Salão do Automóvel em Xangai. O modelo foi apresentado ao mundo também de forma virtual, com lançamento simultâneo no site oficial da montadora. Só para lembrar David Beckham é o novo embaixador da Maserati. 

O Levante Hybrid combina motor de quatro cilindros e dois litros com sistema híbrido de 48 Volt. Pesando menos do que as versões com motor de seis cilindros equivalentes, sejam a diesel ou a gasolina, o SUV possui também melhor repartição de peso porque a bateria se encontra na parte traseira do veículo, sem comprometer a capacidade de carga ou equilíbrio do modelo. 

Leia também: Bolsonaro está retornando ao PSL 

USA: Efeito Lula e o caso de corrupção do ex-presidente da Braskem

Com a potência máxima de 330 cv, o Levante Hybrid chega a 240 km/h, o modelo faz de 0-100 km/h em seis segundos. 

O lançamento faz parte da estratégia de eletrificação da frota da Maserati, que teve início no ano passado com a chegada do Ghibli Hybrid. Todos os novos modelos da montadora serão eletrificados, melhorando o desempenho dos veículos e oferecendo maior sustentabilidade, sem perder performance e agilidade, conservando o rugido do motor Maserati. Ia esquecendo o preço é a bagatela de 800 mil dólares. 

Ibovespa 

O Ibovespa encerrou em queda de 0,72% aos 120.061 pontos no pregão de ontem (20/04), pressionado pela Petrobras e Vale entre as negativas, alinhado ainda ao desempenho das ações em Nova York que engataram o segundo dia de realização de lucros. A sessão foi marcada ainda por cautela dos agentes em função do feriado de Tiradentes (21/04), que fechará a Bolsa brasileira enquanto os mercados no exterior terão funcionamento regular. 

Dólar 

O dólar fechou em ligeira alta ontem (20/04), subindo 0,15% e negociado a R$ 5,55 na venda, com piora nos mercados externos enquanto os operadores domésticos analisavam os impactos das mudanças no orçamento de 2021. 

Para Joaquim Kokudai, gestor na JPP Capital, a solução do orçamento foi “a possível” e, de alguma forma, eliminou os maiores temores do mercado sobre excessiva flexibilidade fiscal. “Os juros estão sendo corrigidos, a atividade está retomando, as vacinas vão acelerar e o Brasil gera dólares. Não há motivo em termos de fundamento macro para o real estar nesse patamar”, disse, prevendo o dólar a R$ 5,25 no curto prazo e abaixo de R$ 5 até o fim do ano. 

Wall Street 

As atenções de Wall Street seguem voltadas à temporada de balanços do primeiro trimestre de 2021, com grande expectativa dos investidores em ações especialmente sensíveis à retomada da economia, como o varejo. No fechamento, o Dow Jones perdeu 0,75% aos 33.821 pontos, o S&P 500 recuou 0,68% aos 4.134 pontos e o Nasdaq cedeu 0,92% aos 13.786 pontos. 

Cias aéreas em forte baixa 

O dia em Nova York foi especialmente negativo para as ações das companhias áreas, afetadas por resultados da United Airlines abaixo das expectativas do mercado. Os papéis da United recuaram 8,5% na sessão de hoje, acompanhadas de perdas nas ações da American Airlines e Delta Air Lines que perderam 5,48% e 3,68%, respectivamente. 

Publicidade
Aguarde..