Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 19 de Agosto de 2022

Niterói cria pomar urbano na Praia de Itaipu

Além do plantio, a Seconser está realizando serviços de manutenção na área

Por Tribuna em 02/07/2022
Niterói cria pomar urbano na Praia de Itaipu

A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) de Niterói está criando mais um pomar urbano na cidade. Desta vez, o local escolhido foi a Praia de Itaipu, na Região Oceânica. Foram plantadas 250 mudas de pitangas, 100 araçás, 11 cajueiros, além de plantas ornamentais. Além dos plantios, a Seconser está fazendo a recuperação do guarda-corpo e do deck de madeira, reparo nos canteiros e jardineiras de alvenaria.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, destaca que a gestão municipal segue implementando políticas públicas ambientais e sustentáveis cada vez mais fortalecidas e lembra que a cidade foi uma das oito do país a receber o selo de “Cidade Árvore do Mundo”, concedido pelo programa Tree Cities of The World, administrado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e pela Arbor Day Foundation. 

O selo coloca Niterói entre as cidades de destaque mundial pelo plantio e cuidado com as árvores. É um reconhecimento não apenas pela quantidade de árvores, mas também pelo planejamento, gestão e cuidado das "florestas urbanas".

“Nos últimos anos na cidade, o meio ambiente deixou de ser uma política periférica para se tornar uma das prioridades de governo. A arborização e as áreas verdes têm uma função fundamental na qualidade de vida e na amenização do microclima urbano”, enfatiza o prefeito.

Niterói contabiliza mais de 70 mil mudas plantadas na cidade desde 2013. Só nos últimos dois anos, foram mais de oito mil mudas plantadas.

O planejamento é que até 2024 sejam mais 7.710. Estes plantios fazem parte do programa Verdes Notáveis, é feito com espécies nativas da Mata Atlântica, como Pau Brasil, Pau Ferro, Sibipiruna, Oiti, Araçá e Pitanga, entre outras, que não conflitem com o mobiliário urbano.

Cada árvore da cidade é identificada, avaliada, registrada pelo Arboribus, um projeto censitário da flora urbana da cidade em vias públicas e praças.

A secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, lembra que Niterói conta com outros espaços na cidade com plantio expressivo de espécies frutíferas compatíveis com o espaço urbano, como os canteiros de Charitas e São Francisco. Piratininga também recebeu um plantio expressivo de frutíferas: 12 mudas de pitanga em uma das ilhas da Avenida Almirante Tamandaré, na orla do bairro.

“Ações deste tipo agregam, além dos valores que uma árvore traz, a fruta que é uma coisa mágica, mística, reporta a alimentação, reporta ao nascimento, atrai a avifauna, vários animais silvestres, principalmente aves que se alimentam destas frutas”, enfatizou Dayse Monassa.

Fotos: Aporé Ferreira  

Aguarde..