Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 04 de Julho de 2022

MPT investiga Sergio Camargo após denúncias de assédio moral

Pelas redes sociais, Sergio Camargo se defendeu e rebateu as acusações

Por Tribuna em 16/03/2021
MPT investiga Sergio Camargo após denúncias de assédio moral

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo está sendo investigado pelo Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal. O Órgão abriu investigação para apurar denúncia de assédio moral supostamente praticada pelo presidente da Fundação Palmares contra funcionários do Órgão. 

O Ministério Público do Trabalho ouvirá dez servidores e ex-funcionários da fundação para saber mais detalhes sobre o caso. 

Nos relatos apresentados em forma de denúncia ao MPT consta que Sérgio Camargo "estaria praticando perseguição ideológica a trabalhadores da Fundação que tenham opiniões e posições políticas e ideológicas distintas das suas, caracterizando possível prática de assédio moral." 

Pelas redes sociais, Sergio Camargo rebateu as acusações: "Exonero esquerdistas. Nomeio direitistas. Desaparelhar o órgão é meu dever. Nomear em cargos de confiança é minha prerrogativa", disse. 

Essa não é a primeira polêmica envolvendo o presidente da Fundação Palmares. Desde a sua nomeação em 2019, Sergio Camargo já deu declarações que reverberaram e foram duramente criticadas.

Quando por exemplo, declarou que "Racismo real existe nos Estados Unidos ou que "a escravidão foi terrível, mas benéfica para os descendentes". 

Foto: Fundação Palmares/Divulgação

Aguarde..