Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

Mourão faz alerta sobre os limites do judiciário e pede diálogo

Hamilton Mourão, afirmou que o judiciário precisa entender o “tamanho de sua cadeira” e seus “limites

Por Tribuna em 14/04/2021
Mourão faz alerta sobre os limites do judiciário e pede diálogo

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou na última terça-feira (13), que o judiciário precisa entender o “tamanho de sua cadeira” e seus “limites" para não interferir em decisões que não competem a sua alçada. A declaração foi dada durante abertura no Fórum da Liberdade 2021, evento que reúne políticos, empresários e analistas. 

Leia também: Pandemia: governo reafirma que liberou R$ 180 bilhões para estados e municípios

Nova crise política: Bolsonaro critica Barroso por CPI da Covid, leia mais:

"Acho que nós precisamos ter uma concertação melhor, de modo que o Poder Judiciário compreenda o tamanho da sua cadeira, os seus limites. De modo que não interfira de forma tão contundente, às vezes, em decisões que seriam próprias de outros poderes, notadamente legislativos", disse o vice presidente. Respondeu vice-presidente ao ser questionado sobre a forma de haver mais harmonia entre os poderes. Mourão defendeu a busca pelo “diálogo” entre os três poderes (executivo, legislativo e judiciário) e afirmou que cada um destes precisam entender suas "responsabilidades" e "espaço de manobra". 

A declaração de Mourão ocorre três dias depois do presidente Bolsonaro ter acusado o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Roberto Barroso de “militância política” e “politicalha” ao determinar, em uma decisão monocrática a abertura da CPI para apurar a atuação do governo na pandemia. 

Foto: Adriano Machado/Reuters.

Aguarde..