Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

Mortes por covid-19 precisam ser investigadas, leia:

Por Tribuna em 22/03/2021
Mortes por covid-19 precisam ser investigadas, leia:

O Brasil está no foco da pandemia que assola o planeta. Números a parte, preocupa a série de denúncias que vão desde a parte preventiva, quando foi denunciado o caso de uma enfermeira aplicar a dose da vacina, sem liquido na ampola a declarações de morte por covid-19, sendo posteriormente constatado ser por outra causa e o desvio de medicamento. Vozes do Congresso e da sociedade conclamam urgente por uma investigação, ou seja: a instalação de uma CPI para tratar do assunto e apurar as denúncias.

Na semana passada a Associação Nacional e Internacional de imprensa- ANI pediu em manifesto que os profissionais de imprensa tenham de fato o acesso as informações nas unidades de saúde e nos órgãos públicos e privados, para investigar e denunciar casos de negligência no trato da doença.

Causa inquietação tamanha crise humanitária o fato da não divulgação paralela a covid-19 de dados estatísticos das mortes causadas por outro tipo de doença, homicídios e acidentes

Segundo a Fiocruz, um terço das mortes de pacientes hospitalizados com covid-19 ocorreu fora das UTIs. Com o sistema de saúde em colapso e as infecções aumentando, equipes médicas vivem sob pressão crescente, destaca instituição.

Com números alarmantes do esgotamento de leitos de UTI e do aumento de mortes por covid-19 no país, além de palavras caracterizando a situação como “gravíssima” e “absolutamente crítica”, um boletim do Observatório Covid-19 Fiocruz publicado na noite desta terça-feira (16/3) classificou o momento atual da pandemia como o “maior colapso sanitário e hospitalar da história do Brasil”.

A politização da saúde protagonizada por decisão do STF tirou do governo federal o controle e aplicação das normas sanitárias, fez com que uma nebulosa caísse sobre o plano de segurança contra a doença, a ponto de ocorrer, até mesmo desvio de verba por prefeitos e governadores, conforme amplamente veiculado nos meios de imprensa e nas mídias sociais.

O lockdown na europa

Uma nova explosão no número de casos de covid-19 levou neste fim de semana vários países da Europa a retomarem medidas de restrições, em meio à crescente frustração da população com o avanço lento da vacinação.

França e Itália confinaram novamente grande parte de sua população, enquanto a Alemanha, há meses em lockdown, deve anunciar na segunda-feira (22/03) a suspensão da reabertura tímida que tentava levar adiante.

Segundo o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças, uma agência da União Europeia, 20 países do bloco enfrentam atualmente uma escalada no número de casos. Destes, 15 estão com as UTIs a cada dia mais cheias.

A experiência na UE está divergindo do Reino Unido e dos EUA, que implementaram programas de vacinação eficazes e estão vendo as taxas de casos caírem.

Da Redação /BBC Brasil e Fiocruz. Imagem: Nova Onda online.

 

Publicidade
Aguarde..