Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 03 de Julho de 2022

MANOBRA ELEITORAL:Tarcísio admite não viver em SP e faz campanha vendendo o patrimônio do país

Por Tribuna em 19/06/2022

EX-Ministro THORcísio, conhecido por bater martelo com força no leilão que quebrou o martelo, de tanta alegria ao vender os aeroportos Brasileiros que rendeu R$3,3 bilhões, que ajudarão na reeleição de Bolsonaro.

Ademais Tarcísio admite não viver em SP e endereço dado ao TSE é de imóvel do cunhado

Apartamento está em obra e porteiro disse à Folha que o ex-ministro de Bolsonaro nunca morou lá. Após farsa e suspensão do registro de Moro, Justiça eleitoral pode fazer o mesmo com candidato do Planalto ao governo de SP

 

 

tarcísio

Revista Fórum – Tarcísio de Freitas, o ex-ministro da Infraestrutura de Jair Bolsonaro e seu pré-candidato ao governo de São Paulo, admitiu à reportagem da Folha de S.Paulo que não mora no estado e que o apartamento cujo endereço passou à Justiça eleitoral pertence ao seu cunhado. O bolsonarista é nascido no Rio de Janeiro e jamais manteve qualquer vínculo com as terras paulistas, embora agora esteja querendo governá-las. O ex-juiz Sergio Moro tomou atitude parecida, mas teve seu registro derrubado pelo TRE-SP, que considerou a declaração de que sua “residência” era num hotel na capital um golpe.

 

 

A Folha informa que o endereço dado por Tarcísio de Freitas na mudança de seu domicílio eleitoral é o de um apartamento num bairro de alto padrão na cidade de São José dos Campos, região do Vale do Paraíba. No local, o porteiro do prédio teria informado que ali não morava nenhum Tarcísio e que o apartamento citado passa por reformas há um bom tempo. Depois, quando questionado outra vez e com a explicação do repórter sobre a suspeita de ilegalidade no domicílio do político, o funcionário voltou atrás e disse que ele morava ali sim, mas que agora o imóvel era reformado.

 

Admissão

No contato com o autor da matéria para o diário conservador paulista, o próprio ex-ministro admitiu que não mora em São Paulo “atualmente”, mesmo sem dizer se um dia já morou. E afirmou que sua situação com a Justiça eleitoral referente a este assunto está regularizada. O apartamento, de 176 metros quadrados, três vagas de garagem e avaliado em R$ 1,6 milhão adquirido foi adquirido pelo cunhado do ex-ministro em 2015.

O contrato de locação do imóvel é de setembro do ano passado. A lei brasileira exige que o novo domicílio eleitoral tenha sido constituído por no mínimo três meses morando no local. Em tese, a residência de Tarcísio está dentro da lei, mas claramente o procedimento é uma manobra para que ele possa disputar a eleição por São Paulo.

A campanha do pré-candidato se manifestou sobre o assunto por meio de uma nota curta, dizendo que “Tarcísio de Freitas tem residência reconhecida pela Justiça Eleitoral em São José dos Campos, onde familiares residem há mais de 20 anos. Em razão dos diversos compromissos profissionais e de pré-campanha, Tarcísio tem mantido base na capital, pois precisa se deslocar constantemente por todo o estado de São Paulo”.

Arquivamento

O Ministério Público, cobrado sobre tomar alguma medida em relação às suspeitas de o ex-ministro bolsonarista manobrar para sair candidato pelo estado mais populoso e rico do país, informou que arquivou os questionamentos apresentados meses atrás em relação ao caso porque a própria Justiça Eleitoral considerou a documentação do pré-candidato suficiente.

“Vale ressaltar que Tarcísio de Freitas comprovou a existência de parentes na cidade, comprovou locação de imóvel em prazo hábil, promoveu a juntada de título de cidadão joseense, outorgado pela Câmara Municipal, lembrando que o artigo 23 da Resolução TSE 23.659/2021 exige apenas a comprovação alternativa, não cumulativa de quaisquer dos vínculos”, manifestou-se o MP.

Aguarde..