Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

Lúcia Machado, primeira mulher presidente na história da AFJ

Por Tribuna em 16/05/2022
Lúcia Machado, primeira mulher presidente na história da AFJ

Pela primeira vez em 81 anos de existência, a Associação Fluminense de Jornalistas tem uma mulher em seu comando. Em Assembleia Ordinária realizada na Câmara de Niterói (RJ) no dia 18 de abril, os associados elegeram, por unanimidade, Lúcia de Alencar Machado presidente da entidade. Ela, que respondia pela Presidência da AFJ de forma interina, agora assume o cargo de fato e de direito. Outra mulher - Angélica Cunha - é a vice-presidente. Já George Fant é o novo presidente do Conselho Fiscal. 

Os novos eleitos, que concorreram em chapa única, vão administrar a AFJ pelo próximo triênio, até 2025. Após tomar posse, Lúcia Machado, que há 43 anos se dedica a um trabalho incansável na Imprensa, agradeceu pela confiança e falou da sua preocupação com a classe jornalística do Rio de Janeiro: 

"Nossa luta é por mais união, valorização e dignidade para toda a classe jornalística. Nunca fomos tão desrespeitados. Sinto que é a última oportunidade para fazermos a diferença. E a Associação Fluminense de Jornalistas fará o melhor em prol de todos, do profissional independente ao dono de jornal ou de emissora de rádio ou TV. Lutaremos juntos porque ninguém faz nada sozinho. O 'quarto poder' precisa de um novo tempo".

A nova presidente também destacou um projeto significativo pelo qual vem trabalhando desde 2021, o "Retiro do Jornalista", que terá sede campestre e hotel com 96 suítes em Engenheiro Paulo de Frontin, no Sul Fluminense. O projeto tem a parceria do Instituto Niemeyer de Políticas Urbanas, Científicas e Culturais. O presidente do instituto, Paulo Niemeyer, e o vice-presidente Thiago Sanderson fizeram questão de prestigiar o evento.

"Quando aceitei ser parceiro da AFJ não imaginava o tamanho do desafio que teríamos pela frente. Fazer parte de um projeto com a Grandiosidade do Retiro dos Jornalistas é algo que me dá muito orgulho. Esse projeto, além de importante no ponto de vista social, será um marco, não só para a pequena cidade de Engenheiro Paulo de Frontin, mas também, turístico para toda a região. Essa responsabilidade é especial e também um grande desafio que o Instituto Niemeyer e a AFJ vão superar juntos. Estaremos lado a lado com minha amiga Lúcia Machado, a primeira mulher presidente da entidade em mais de 81 anos." - disse Thiago Sanderson.

Presença de outras personalidades

Outras personalidades também compareceram. Como o diretor do Jornal Capital e presidente da Associação de Diretores de Jornais do Interior (ADJORI/RJ), Marcelo Cunha, o vereador de Duque de Caxias e presidente do Solidariedade no município, Marcus Vinicius Boquinha, o ex-vice-prefeito de Macaé, Danilo Funke Leme, o presidente da Câmara de Niterói, Milton Carlos Lopes, o Cal, a paisagista e ex-presidente do PP Mulher, Dalize Duboc, além da jornalista, cantora e produtora cultural Marta Serrat.

Diretores Regionais

Entre seus primeiros atos como presidente, Lúcia Machado prestou homenagens, com buquês de flores e títulos de sócio-benemérito da AFJ, e fez várias nomeações, como a dos diretores regionais que cuidarão do "Projeto de Expansão 80 anos". O fundador da Tribuna do Interior, de Vassouras, Marlos Elias de França, foi nomeado diretor da Região Centro-Sul do estado; Antônio Alexandre de Souza, diretor da Região Serrana; Victor Viana ficará responsável pela Região dos Lagos. Já Valdomiro de Almeida será o responsável pelo projeto na Baixada Fluminense.

O Departamento Jurídico da AFJ, que tem como diretor o Dr. Pery Monroy, conta, agora, com as advogadas Alessandra Rangel, Stefanie Moura, Micheline Alves e Elizabeth Rodrigues. E como assessores da presidência, foram nomeados, o jornalista Glauco Rangel, Marcos Godinho e Arildo Neves.

Aguarde..