Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 26 de Maio de 2022

Líderes da Europa e América Latina parabenizam Boric por vitória no Chile, menos Bolsonaro

Por Tribuna em 20/12/2021
Líderes da Europa e América Latina parabenizam Boric por vitória no Chile, menos Bolsonaro

Líderes europeus e latino-americanos felicitaram durante a noite deste domingo (19/12) e o começo da manhã desta segunda-feira (20/12) o presidente eleito do Chile, Gabriel Boric, pela vitória na eleição.

O primeiro a fazê-lo foi um vizinho: o presidente argentino Alberto Fernández publicou um tuíte dizendo que queria “felicitar Gabriel Boric por ter sido eleito presidente do querido povo do Chile. Devemos assumir o compromisso de fortalecer os laços de irmandade que unem os nossos países e de trabalhar unidos com a região para dar um fim à desigualdade na América Latina”.

Quem também se manifestou foi o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que, além de parabenizar Boric, também enviou “uma saudação ao povo de Salvador Allende e de Víctor Jara, por sua contundente vitória contra o fascismo”.

Além de Fernández e Maduro, Boric recebeu mensagens do peruano Pedro Castillo, do boliviano Luis Arce, do colombiano Iván Duque e do uruguaio Luis Lacalle Pou.

Tentando não se comprometer, o equatoriano Guillermo Lasso, por sua vez, enviou duas mensagens simultâneas: a primeira felicitando o candidato derrotado, José Antonio Kast, por ter reconhecido a derrota, e a segunda dando os parabéns não a Boric, mas sim ao povo chileno.

Lula sim, Bolsonaro não

brasileiro Jair Bolsonaro foi um dos poucos presidentes da região que não fez nenhum tipo de comentário a respeito do resultado das eleições chilenas, ao menos até o começo desta manhã. Tampouco o Itamaraty publicou qualquer tipo de mensagem neste domingo.

Quem acabou representando o Brasil nesse sentido foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que escreveu em seu Twitter que ficou feliz “por mais uma vitória de um candidato democrata e progressista na nossa América Latina, para a construção de um futuro melhor para todos”.

Outro que parabenizou Boric foi Guilherme Boulos, do PSOL, e o fez pessoalmente: o ativista do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) está em Santiago e acompanhou a jornada eleitoral com pessoas próximas ao comando de campanha do agora presidente eleito do Chile. Ao conhecer os resultados definitivos, Boulos celebrou os “novos ventos na América Latina”.

vice-presidente argentina Cristina Kirchner também enviou sua mensagem ao novo presidente chileno. “O povo sempre volta e encontra os caminhos para isso (…) Felicitações presidente Gabriel Boric, a você e ao povo do Chile”, escreveu.

De além das fronteiras da América do Sul, chegaram mensagens a Boric desde Cuba. O presidente Miguel Díaz-Canel classificou sua eleição como uma “histórica vitória popular” e afirmou que seu país pretende ratificar “a vontade de ampliar as relações bilaterais e de cooperação entre ambos os povos e governos”.

Na Europa, o presidente de governo da Espanha, Pedro Sánchez, foi um dos primeiros a escrever felicitando o futuro colega, e destacou que, com sua vitória, “o povo chileno avança com esperança na direção de um futuro mais justo, feminista e ecologista”.

Em nome da União Europeia, o alto representante para a política exterior do bloco, Josep Borell, felicitou a Boric e expressou que espera “fortalecer ainda mais as nossas relações com o futuro governo do Chile”.

Publicidade
Aguarde..