Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 27 de Maio de 2022

Justiça suspende execuções de dívidas do Fluminense

Por Tribuna em 06/12/2021
Justiça suspende execuções de dívidas do Fluminense

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, deferiu tutela de urgência ao pedido do Fluminense Football Club para a suspensão de todas as execuções em curso e futuras, inclusive as medidas constritivas. O clube requereu a abertura do regime centralizador de execuções, conforme determinado na lei 14.193/2021. 

Aprovada este ano, a lei inovou no tratamento dos passivos dos clubes de futebol em competição profissional. A finalidade é permitir o soerguimento financeiro dos clubes, que atravessam situação difícil por causa da má gestão e queda de renda na pandemia da Covid-19. No Regime Centralizado de Execuções, o Fluminense vai concentrar em um único juízo por meio do concurso de credores, todas as execuções cíveis e trabalhistas, as receitas e despesas, de modo a se tornarem viáveis financeiramente. 

Na petição encaminhada ao TJ, o Fluminense relatou ações de credores na Justiça com cobranças milionárias. Ressalvou existirem outras execuções em curso.
 
No AVISO TJ nº 144/ 2021, publicado no Diário da Justiça Eletrônico, comunica a sua decisão aos membros do Ministério Público, da Defensoria Pública, das Procuradorias do estado e dos municípios, servidores, advogados e demais interessados.  

Em sua decisão, o presidente do TJRJ aponta que “quanto ao pedido de tutela de urgência, manifesta a plausibilidade do direito e o risco de dano, considerando o fato público e notório de que o Requerente acumula dívida milionária, fazendo jus ao benefício do Regime Centralizado de Execuções, na forma do artigo 14 da Lei”.  

Processo: 0078735-13.2021.8.19.0000 

Fotos: Brunno Dantas/TJRJ

Publicidade
Aguarde..