Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

Favela orgânica no morro da Babilônia

Fig 1 um brinde a vida saudável com suco de abóbora madura alimentação

Por Claudia Jannuzzi em 11/10/2021
Favela orgânica no morro da Babilônia

Fotos acervo 

Um programa instituído no Morro da Babilônia por Regina Tchelly, uma ex doméstica que buscou na instrução uma melhoria de suas práticas de vida, ensina a comunidade o total aproveitamento de alimentos, além de instituir a adoção de uma alimentação mais saudável e segundo ela, preventiva para muitas doenças.

Ela reúne semanalmente 35 pessoas interessadas em aprender sobre alimentação, bem estar, e aproveitamento de alimentos. 

O programa ainda conta com distribuição de alimentos através de cesta básicas , e a condição para tal é não faltar às aulas, porque ela diz que a transformação das práticas alimentares é longa e deve e ser continua.

Nas aulas ela conta com a ajuda de nutricionistas de diversas instituições públicas e privadas, que inclusive estagiam no programa. 

Ela ainda ministra cursos do tipo faça e venda, que ajuda a estimular o empreendedorismo na comunidade, ou curso para fazer render mais a cesta básica, que diminui o abismo social entre quem tem é quem nem tem o que comer.

Um verdadeiro show de projeto. 

Favela orgânica vertical 

O símbolo da favela orgânica para quem quiser seguir no Instagram @favela_organica 

Nutricionistas registram a aula 

Nutricionistas ajudam na distribuição de alimentos para provas durante a aula, tudo totalmente sustentável , ao invés de copos , potes de vidros reaproveitados.

Maiko da Casa Fo Padre Pio, doador de cestas básicas para o projeto é uma moradora do local agraciada com a cesta básica.

 

Por Claudia Januzzi - Destinada a divulgar a adoção de boas práticas e atitudes, em prol do nosso Rio.
 

 

 

 

 

Publicidade
Aguarde..