Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 07 de Agosto de 2022

ENTREVISTA: Pré-candidato a deputado estadual, João Valois, conversa sobre as expectativas para as Eleições 2022

Causa animal é uma das principais lutas do pré-candidato a deputado estadual, João Valois

Por Tribuna em 30/07/2022
ENTREVISTA: Pré-candidato a deputado estadual, João Valois, conversa sobre as expectativas para as Eleições 2022

Conhecido pela luta como ativista na causa animal, João Valois é pré-candidato às Eleições 2022 para o cargo de deputado estadual pelo Partido Podemos. Em visita ao Diário, Valois comentou sobre as expectativas para as eleições e trabalho na proteção animal.

Você tem uma grande ligação com a causa animal. Quais trabalhos na área você já fez e como acredita poder ajudar ainda mais a causa na Alerj? 

Eu sempre ajudei animais porque eu cresci com animais. Em 2010 eu recebi a foto de um animal que passou por vários problemas, como rinha, zoofilia e metade do rosto dele estava com bicheira. Naquela época eu tinha 400 e poucos amigos no facebook e criei uma página “CADEIA PARA QUEM MALTRATA OS ANIMAIS” e em uma semana eu consegui dois mil seguidores e cheguei a ter mais de 280 mil seguidores.

A pagina foi criada no intuito de pedir um aumento da pena de quem maltrata animais, que é irrisória e só vale para gato e cachorro. Fui um dos pioneiros a fazer grandes manifestações pela causa animal no Brasil, contra testes em animais, contra caça aos golfinhos e baleias, contra touradas e aí o movimento cresceu muito e me tornei um ativista reconhecido nacionalmente.

Na Alerj não temos nenhum deputado que luta pela causa. Acho que pessoas que trabalhem pelos animais devem se candidatar. É importante, porém, comprovar que essas pessoas de fato trabalhem pela causa há algum tempo.

Você também é embaixador do “Cadeia para maus-tratos”, explica mais sobre esse projeto 

Em 2018, o então delegado de polícia Bruno Lima, se candidatou a deputado e criou posteriormente o movimento “Cadeia para maus-tratos” e minha luta continua, agora com ele e os demais ativistas de todo o Brasil.

Como está a situação animal em Petrópolis, principalmente depois das chuvas?

Eu ajudei a resgatar cerca de 70 animais na chuva, muitos entreguei posteriormente para os próprios donos, mas alguns ainda estão em um lar temporário, continuo tomando conta deles. É preciso que a população e os protetores se unam. Fui coordenador da COBEA onde fiz mais de 400 vistorias de maus-tratos e estive presente em 80% delas. 

Além da causa animal, quais são as suas principais lutas? 

Penso em trazer para as comunidades cursos profissionalizantes. Estive trabalhando na Secretaria de Trabalho e Renda do Estado. Precisamos de capacitação para gerar emprego.

Um deputado consegue trazer isso através da Firjan. E dentro da causa animal, uma das minhas maiores lutas vai ser pela educação animal nas escolas, para que se aprenda, desde criança, a respeitar os animais e o meio ambiente.

E de onde veio a decisão de se candidatar a deputado estadual? Qual a sua trajetória na política? 

Em 2018 eu me candidatei a deputado federal e fiz 7.100 votos, sozinho e sem nenhuma estrutura. E tem também o meu trabalho na COBEA, que muitas pessoas elogiam.

Qual a importância de ter alguém de Petrópolis representando a cidade na Alerj?

Estou morando na cidade há um ano e meio, não saio mais daqui, há uma tranquilidade e uma receptividade que faz a gente se sentir em casa. Tem muita gente de fora que vem pedir voto aqui e você não vê presente depois na cidade, que não trazem uma emenda para a cidade. É preciso incentivar que as pessoas pesquisem sobre os candidatos.

É necessário ter alguém que vivencie o dia a dia do petropolitano. Mesmo eu não sendo daqui eu estou aqui, nas ruas, todos os dias. Então pesquise se ele está nas comunidades ouvindo.

É muito fácil pedir voto, dizer que vai estar aqui. Se eu for eleito, meu escritório vai ser aqui em Petrópolis e o gabinete na Alerj.

Foto:Alcir Aglio

Roberto Jones – especial para o Diário

Leia ainda: Entrevista com Senador Carlos Portinho - Carreira política e história de vida

Entrevista com Fábio Queiróz, Presidente da Associação de Supermercados Estado do Rio de Janeiro

Entrevista com José Bonifácio prefeito de Cabo Frio

Entrevista com George Teixeira Pinheiro, Presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB)

Entrevista com o prefeito de Campos Wladimir Garotinho

Entrevista com o Promotor JOSE MARINHO PAULO JUNIOR (Especialista em Fundações)

Entrevista exclusiva com Sérgio Duarte - Presidente da Rio Indústria

Entrevista com professor Rafael Almada, Reitor reeleito do Instituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ

Aguarde..