Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

Entrevista Exclusiva com Thiago Sanderson - Vice-presidente do Instituto Niemeyer

Foto Principal: Thiago Sanderson no Hotel Novotel, na primeira aula inaugural da pós-graduação do Instituto Niemeyer em parceria com a CEPERJ. Na ocasião, Thiago Sanderson posa ao lado de uma das maquetes do Instituto Niemeyer expostas no Novotel de Botafogo, local onde serão ministradas as aulas para os funcionários públicos.

Por Tribuna em 24/05/2022
Entrevista Exclusiva com Thiago Sanderson - Vice-presidente do Instituto Niemeyer

Thiago Sanderson Santos da Cunha, é vice-presidente do Instituto Niemeyer, coordenador do Fórum Estadual de Economia Criativa e articulador social reconhecido no estado do Rio de Janeiro.

Discute (ou lidera) processos  que articulam com diferentes formatos de negócios ligados à cultura, à preservação do patrimônio histórico - a exemplo que que debateu o Palácio Gustavo Capanema. 

Quando jovem foi líder estudantil, tenso notada atuação junto ao Grêmio do Colégio Estadual Henrique Lage, na Zona Norte de Niterói, onde até hoje reside. É líder e analista político da atualidade.

Aos 17 anos foi eleito para a diretoria da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e dirigente da juventude do PDT, onde tomou gosto por estudar e defender a arte, a educação e o desenvolvimento sustentável.

Thiago Sanderson com a sua filha mais nova, Isabella Sanderson e sua esposa Lucyana Sanderson, na passarela da Rocinha. Momento em que a família compartilha da arte e cultura na famosa obra do PAC, construída por Oscar Niemeyer.

Tribuna da Imprensa - Sanderson, como você avalia a qualidade das leis produzidas no Brasil?

 

Sanderson - Infelizmente, por conta da dificuldade de acesso à instrução por parte significativa da população e, principalmente pela falta de interesse por política,  a qualidade da nossa representação acaba impactada negativamente. A questão é saber a quem interessa esse estado de coisas.

Se temos representações parlamentares  com qualidade de atuação questionável e limitado entendimento de seu papel legislativo, é natural percebermos que teremos leis ruins e contraditórias.

Resultado disso é que a legislação que não produz nenhum efeito prático na vidas das pessoas é muito comum em nossos parlamentos, em todas as esferas.

Tribuna da Imprensa - O que o Estado do Rio de Janeiro ganharia em ter Thiago Sanderson como Deputado Federal?

Sanderson - Olho para Brasília hoje e  os poderes que lá estão e penso "como é possível chegar a esse ponto?".

Às vezes, para transformar essa situação,  basta uma boa conversa, esclarecer pontos que causem pontos de conflito e  fazer uma articulação transparente e bem feita.

Penso que a principal razão para os diferentes poderes não conversarem é a falta de interlocutores com capacidade de encarar o diálogo com franqueza e de forma propositiva.

É por isso que, ponto de vista da articulação, tenha ampla consciência de que posso fazer a diferença.

Na atual situação em que se construíram muros de separação ideológicas, verdadeiras trinxeiras foram firmadas, tenho orgulho de não ter perdido nenhum amigo ou parente sequer nessa guerra política. Isso se deve a capacidade de dialogar e principalmente ao compromisso que tenho com a escuta permanente.

No campo da ação do mandato, pretendo ser um pilar na defesa do planejamento urbano e estratégico das cidades. Não podemos ser reféns dos humores políticos e presenciar todos os anos as tragédias que poderiam ser evitadas.

Costumo dizer que defendo causas, sendo justas, pode ser de qualquer segmento da sociedade que, com certeza terá meu apoio.

Tribuna da Imprensa - Por que decidiu se candidatar a deputado federal nas próximas eleições?

Sanderson - Por uma série de fatores, mas nenhum deles  era por desejo pessoal.

Acredito em quadros  políticos que representam um projeto que compreenda a sociedade e as suas mais diversas manifestações como  elementos fundamentais.

Sabemos que para tirar do papel vários projetos é necessário ter voz e força política. Como vice-presidente do Instituto Niemeyer, tive que lutar muito contra os ataques ao patrimônio histórico e cultural do nosso estado e país, em especial as nossas próprias obras.

Vimos que conseguimos ajudar muitos projetos bacanas e que no final ficavam parados por falta de iniciativa política.

Entendemos que nosso projeto pode ultrapassar nossas fronteiras e estar em Brasília proporcionará a ampliação da nossa capacidade de contribuir para tonar realidade muitos projetos de excelência.

É preciso pensar diferente para realizar coisas diferentes.

Tribuna da Imprensa - De que forma sua experiência como vice-presidente do Instituto  Niemeyer poderá impactar seu trabalho como deputado federal. Que áreas seriam centrais nesse sentido?

Sanderson - Minha posição primeiramente, é algo que dá muito orgulho. Sou o fã número 1 do saudoso mestre Oscar Niemeyer.

Poder defender sua obra e, continuar difundido seu legado de humanismo e solidariedade, é com certeza uma honra para mim.

Dito isso, fica claro que a centralidade do mandato estará na vida das pessoas, em planejar as cidades para que a população se sinta parte dela, para promover o desenvolvimento econômico que não sirva somente ao superavit e ao pagamento de juros, mas que garanta emprego e renda para às famílias.

Nosso mandato será de muita escuta mas certamente de muita ação.

Fotos de divulgação

Por Ralph Lichotti é advogado e jornalista, diretor do Tribuna da Imprensa

MTb 31.335/RJ

 

Leia ainda: Entrevista com Senador Carlos Portinho - Carreira política e história de vida

Entrevista com Fábio Queiróz, Presidente da Associação de Supermercados Estado do Rio de Janeiro

Entrevista com José Bonifácio prefeito de Cabo Frio

Entrevista com George Teixeira Pinheiro, Presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB)

Entrevista com o prefeito de Campos Wladimir Garotinho

Entrevista com o Promotor JOSE MARINHO PAULO JUNIOR (Especialista em Fundações)

Entrevista exclusiva com Sérgio Duarte - Presidente da Rio Indústria

*Este texto é de total responsabilidade de seus idealizadores

Aguarde..