Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

Em seminário no IFF, Petrobras anuncia U$16 bilhões em investimentos na Bacia de Campos

Por Tribuna em 23/06/2022
Em seminário no IFF, Petrobras anuncia U$16 bilhões em investimentos na Bacia de Campos

Seminários da Petrobras e ANP (Fotos: Genilson Pessanha)

Seminários da Petrobras e ANP (Fotos: Genilson Pessanha)

Um seminário de extrema importância econômica para o Norte e Noroeste Fluminense teve início, nesta segunda (20), no auditório do Instituto Federal Fluminense (IFF): em pauta está a exploração e distribuição dos recursos do Petróleo e do Gás Natural; setor que representa grande parte da arrecadação de Campos e outros municípios da região.

O evento conta com participação fundamental da Petrobras e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e foi organizado pela Organização dos Municípios Produtor e de Petróleo e Gás Natural da Bacia de Campos (Ompetro) e pela Prefeitura de Campos. Autoridades e figuras importantes da sociedade civil organizada de Campos marcaram presença.

Mas as novidades que já estão sendo trazidas para a região no campo do petróleo, gás e biocombustíveis foram as verdadeiras estrelas. Elas já são consideradas um novo marco da exploração da Bacia de Campos” e foram explicadas, detalhe a detalhe, pelo Gerente Executivo de Águas Profundas da Petrobras, César Cunha de Souza.

A apresentação foi densa e correlacionou o passado, o presente e o futuro da Bacia de Campos – que já pode contar com investimentos para os próximos quatro anos:

Dentre essas novidades estão a aplicação de U$16 bilhões para a exploração de pelo menos 100 novos poços de petróleo (dos quais 20 já devem estar operantes nos próximos cinco anos), revitalização de oleodutos, gasodutos e malha óptica, além da construção de mais três FPSOs (navios plataformas que pode produzir, armazenar e transferir petróleo e gás).

Foram feitos também anúncios referentes aos avanços tecnológicos que já estão sendo aplicados na Bacia de Campos, classificada pelo César Cunha como “um celeiro de inovações”. “Já estamos utilizando drones, inteligência artificial, simulações, sistemas integrados e até óculos de realidade aumentada para diminuir custos e aumentar a produtividade das plataformas que hoje se encontram em contato direto com controladores que nem precisam mais estar embarcados”, destacou, animado.

Incluídos nesses avanços está o desenvolvimento e o investimento de pelo menos U$2.5 bilhões em sísmicas - réplicas 3D dos poços da região. “Essas réplicas, em conjunto com a utilização de inteligência artificial, permitem melhor gerenciamento e formulação de estratégias para os poços da Bacia de Campos”, acrescentou.

Evento inovador, diz Neves

Para Marcelo Neves, secretário municipal de Petróleo, Energia e Inovação e secretário executivo da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo da Bacia de Campos (Ompetro), o evento é inovador e mostra a importância da Bacia de Campos para a empresa petrolífera.

“A Bacia de Campos já representou mais de 80% da produção nacional de petróleo e é pioneira na tecnologia de águas profundas e ultra profundas. A presença da Petrobrás hoje aqui representa a importância da Bacia de Campos no cenário nacional. Foi mostrado que os investimentos continuam sendo feitos, e que temos décadas à frente da produção de petróleo na nossa bacia”.

O presidente da Firjan Norte Fluminense, Francisco Roberto de Siqueira, ficou satisfeito em ter a oportunidade de acompanhar a prestação de contas e projetos futuros da empresa.

“O evento foi bastante proveitoso para fazermos um acompanhamento de perto dos investimentos realizados pela Petrobras. Além disso, verificamos o quanto a Bacia de Campos, mesmo após 40 anos de exploração, continua e continuará sendo fundamental nos planos da companhia, assim como para as multinacionais estrangeiras e as empresas de menor porte que cada vez mais estão investindo em nossa região”, disse.

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas, Edvar Chagas Júnior, disse que a vinda de César Cunha ao município mostra que a região virou novamente um canal de investimentos.

“Sou de uma época em que toda perspectiva de trabalho e de crescimento profissional era com a Petrobrás e isso volta a ser sinalizado. Representa crescimento e desenvolvimento para nossa cidade. Precisamos muito disso. Essa reunião realizada pela Ompetro é um alento para nossa região”.

Já Leonardo Abreu, presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (ACIC), destaca que a região continua sendo promissora.

“O que eles passaram para nós, é de grande importância, vamos continuar tendo essa produção de petróleo e até aumentar a mesma. Na verdade, não imaginávamos o tamanho destes recursos para a nossa região. Temos mais algumas décadas com garantia de bons empregos, boas formações de técnicos, garantindo também o crescimento da economia na região”, relata.

O diretor do Instituto Federal Fluminense (IFF), Jefferson Azevedo, falou da importância da instituição de ensino que desde a década de 70 forma profissionais voltados para o trabalho em plataforma e a importância que a empresa de petróleo tem na região.

Além de representantes da sociedade civil organizada, participaram, ainda, da abertura do evento o prefeito de Casimiro de Abreu, Ramon Gildate, o vice-prefeito de Bom Jesus do Itabapoana, Otávio Amaral, além de secretários municipais de Campos dos Goytacazes, São João da Barra e Quissamã.

Aguarde..