Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

ELEIÇÃO: Partido de Bolsonaro contratou Instituto para auditar e mudar regras eleitorais

Por Tribuna em 11/06/2022
ELEIÇÃO:  Partido de Bolsonaro contratou Instituto para auditar e mudar regras eleitorais

O PL legenda do presidente Jair Bolsonaro, contratou o Instituto Voto Legal para mudar regras do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) antes de realizar a auditoria e a fiscalização das eleições de 2022. A empresa indicada pelo PL, vai acompanhar a disputa e é peça-chave do mandatário em sua estratégia de ataques ao sistema.

Bolsonaro já disse, em tom de ameaça, que os resultados da análise da empresa podem complicar o TSE, se ficar constatado que é "impossível auditar o processo". O plano de trabalho entregue ao tribunal para credenciamento do instituto sugere alterar três artigos da resolução da corte sobre procedimentos de auditoria.

Instituto quer permissão para usar computadores conectados nas urnas

Um dos pedidos do Voto Legal é a permissão para usar computadores portáteis conectados à internet. Na regra atual, o trabalho deve ser feito "em ambiente controlado, sem acesso à internet" O presidente do TSE, ministro Edson Fachin,  vai decidir sobre o credenciamento, somente após pareceres de áreas técnicas da corte.

O instituto escolhido por Bolsonaro foi aberto em 2021, e confirma que já existe um plano de trabalho, em conjunto com o grupo escolhido pelo PL afirma que a equipe de fiscalização "acumulou grande experiência profissional, em especial, no sistema eletrônico de votação brasileiro". Informou fonte, revelando que o engenheiro Carlos Rocha, presidente do instituto, "liderou as equipes que desenvolveram e fabricaram as urnas eletrônicas, para as eleições de 1996".

Da Editoria/TribunaDigitalpress/Imagem: Gazeta do Povo

Aguarde..