Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 26 de Maio de 2022

Deputado quer transparência sobre reações adversas das vacinas contra a Covid-19

Por Tribuna em 26/01/2022
Deputado quer transparência sobre reações adversas das vacinas contra a Covid-19

O deputado estadual Anderson Moraes (PSL) solicitou ao Governador do Estado, Cláudio Castro, através de indicação legislativa, que a Secretaria Estadual de Saúde monitore as reações adversas das vacinas contra a Covid-19 para garantir que cada um tenha liberdade e mais segurança na hora de decidir sobre a aplicação ou não dos imunizantes.

¨Agora, que iniciamos a vacinação infantil, é ainda mais importante termos essa transparência sobre as reações adversas, principalmente, para que os pais decidam de forma consciente sobre aplicar ou não a vacina em seus filhos. Cabe ao poder público prestar todas as informações, sempre respeitando a liberdade do indivíduo¨, ressaltou o deputado.

Após liberar o imunizante da Pfizer, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na semana passada, o uso da CoronaVac para crianças e adolescentes. Nos Estados Unidos, onde a vacinação infantil está sendo aplicada há mais tempo, um estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) revelou que reações consideradas comuns, como fadiga e dor de cabeça, são relatadas um dia após a vacinação na primeira e na segunda dose. Os relatos de miocardite, inflamação do músculo cardíaco, segundo o CDC, são considerados raros.

¨Meu pedido é para que a Secretaria Estadual de Saúde monitore as reações adversas junto às Secretarias de Saúde de cada município. Desta forma, teremos um mapeamento mais detalhado da atual situação, garantindo transparência das informações para que cada cidadão exerça sua liberdade de escolha, prevista em Lei¨, ressaltou Anderson Moraes.

 

 

Publicidade
Aguarde..