Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 04 de Julho de 2022

COMUNISMO no Brasil a quem interessa? R$ 41 Bilhões em 2020

COMUNISMO a quem interessa essa mentira?

Por Tribuna em 12/07/2021
COMUNISMO no Brasil a quem interessa? R$ 41 Bilhões em 2020

O “Fantasma do comunismo” JÁ RENDEU AOS MILITARES R$ 41 BILHÕES NO ANO DE 2020 (EM PENSÕES E SALÁRIOS DE MILITARES DA RESERVA E DA ATIVA)

Um rombo anual nos cofres públicos sem precedentes que estava sob sigilo. Os militares brasileiros e seus familiares levaram do orçamento da União R$ 41 bilhões! Isso mesmo, R$ 41 bilhões em benefícios de salários e pensões para toda a família.  Os relatos são que as vantajosas e privilegiadas remunerações de militares e familiares promovem um rombo no orçamento que pesa nas costas dos brasileiros.

Pesquisadores ficam sem ‘salário’, cortes na educação e no IBGE, enquanto filhas de militares recebem R$ 5 bilhões por ano.

Desde que se começou a divulgar a mentira o fantasma da ameaça comunista em 1964, o bolso da elite militar não parou mais de engordar. Quantos mais o discurso do comunismo assombra, mais ricos ficam os militares. Os pensionistas parentes de militares mortos, mesmo sem participar de conflito armado, receberam R$ 19,3 bilhões líquidos dos cofres do Estado brasileiro entre janeiro e dezembro de 2020, enquanto que militares da reserva e reformados receberam mais R$ 22,1 bilhões líquidos. O total é de cerca de R$ 41,5 bilhões líquidos. Só a filha de um Marechal, por exemplo, recebe R$ 70 mil por mês. Enquanto isso, os projetos militares de defesa e desenvolvimento de tecnologia ficam intermináveis por falta de recursos. Um privilégio que não fica só nos bolsos cheios deles em vida, mas se perpetua.

Com o fim da ditadura esse papo de Comunismo no Brasil sumiu por mais de 20 anos, no governo petista o capitalismo selvagem rolou solto, e com o desgaste de 12 anos de governo do PT por corrupção, e não por ser comunista, surge através de Bolsonaro e militares cansados de ficarem no quartel, a velha história de 64, do Brasil invadido por comunista, que embalada na prisão de Lula, elegeu-se Bolsonaro presidente.

No governo Bolsonaro, com a volta dos militares ao poder após as ameaças do general Villas Boas durante o processo eleitoral, os militares privilegiados tiveram ainda mais benefícios. Enquanto a população em geral teve retiradas de direitos e benefícios, parte da elite militar aumentou seus privilégios.

Segundo a reportagem, os dados individualizados de pensionistas militares era um privilégio sigiloso e só foram publicados após o Tribunal de Contas da União (TCU) acatar, em 2019. Essas informações são com base na lei da transparência, esta que Bolsonaro quer que acabe.

Fora isso, 60 denúncias do Ministério Público expõem corrupção generalizada nas Forças Armada. Fraude em licitações, corrupção passiva, corrupção ativa, peculato, estelionato, desvio de recursos públicos durantes 10 anos, participação de todo tipo de patente militar (do cabo até a elite militar), 60 denúncias e já identificados R$ 191 milhões em desvios de recursos públicos.

Esse é o retrato do que constatou o próprio MPM (Ministério Público Militar) nas Forças Armadas do Brasil.

O valor de R$ 191 milhões é resultado de um levantamento feito pelo UOL com base em informações repassadas pelo MPM. Recentemente uma quadrilha formada por militares foi presa no Rio de Janeiro.

De acordo com a reportagem, das 60 denúncias, 59 foram encaminhadas ao TCU (Tribunal de Contas da União) encaminhamento foi feito a pedido do tribunal como parte dos procedimentos de controle das contas das Forças Armadas e ainda não foi encaminhada ao TCU ainda está sob sigilo e aguarda uma decisão da Justiça Militar para se transformar em ação penal.

O MPM faz parte do Ministério Público Federal e é especializado na apuração de crimes cometidos por militares ou civis contra as Forças Armadas. Seus promotores e procuradores são civis, embora alguns deles já tenham tido carreira militar. (Com informações do DCM)

Leia ainda: Bolsonaro não quer Exército nos quartéis

Corrupção: Fraude em licitações das Forças Armadas no Rio de Janeiro para beneficiar ex-militares

6300 militares da ativa e da reserva em cargos civis no governo

Militares são o maior custo da Previdência

Por Rodrigo Nascimento Via CP

Aguarde..