Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 19 de Agosto de 2022

Chineses no Brasil rechaçam visita provocativa de Pelosi à Taiwan

Diversas associações chinesas no Brasil repudiaram a visita, pedindo paz na região.

Por Tribuna em 03/08/2022
Chineses no Brasil rechaçam visita provocativa de Pelosi à Taiwan

Manifestantes em Taiwan protestam contra a visita de Pelosi à província chinesa. (reprodução: Weibo)

“Apelamos também a todos que prezam pela paz para que se opunham aos atos desprezíveis das forças hegemônicas dos Estados Unidos”, diz o comunicado emitido pela Associação Geral Promovedora de Unificação Pacífica da China no Brasil, presidida pelo sr. Li Jinhui

Em resposta a visita não autorizada da presidente da câmara dos representantes dos EUA, Nancy Pelosi, à província chinesa de Taiwan, diversas entidades representativas da comunidade chinesa do Brasil emitiram notas rechaçando o que foi chamado de “atitude lamentável” nesta terça-feira (2).

Há cerca de 35 milhões de chineses vivendo no exterior, dos quais 200 mil habitam o Brasil. Nesse cálculo, no entanto, não são considerado os filhos desses imigrantes que nasceram fora do gigante asiático.

“Nós nos opomos firmemente à “independência de Taiwan” e à interferência de forças externas. A questão de Taiwan diz respeito aos interesses fundamentais da China, e não há espaço para negociações. Nenhum país, nenhuma força, e ninguém deve julgar mal a determinação, vontade e capacidade do governo chinês para salvaguardar a soberania nacional e a integridade territorial, alcançar a reunificação nacional e o rejuvenescimento da nação. Por isso, apoiamos firmemente todas as medidas necessárias tomadas pelo governo chinês e pelo Exército Popular de Libertação da China.”

Leia a nota na íntegra:

 

 Fonte Agência Brasil China

Aguarde..