Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

Brasil e mais países se comprometem a cortar em 30% emissões de metano

Por Tribuna em 02/11/2021
Brasil e mais países se comprometem a cortar em 30% emissões de metano

Os governos de cerca de 100 países, incluindo o Brasil e alguns dos maiores emissores do planeta, confirmaram um compromisso com a redução de 30% das emissões de metano até 2030. O metano é um dos gases que mais contribuem para o aumento da temperatura do planeta. O acerto foi feito na Conferência das Nações Unidas para Mudanças Climáticas (COP26), em Glasgow, na Escócia.

A meta foi defendida pelo presidente americano, Joe Biden, um dos principais defensores da iniciativa, em discurso na conferência.

“Nós precisamos agir para reduzir nossas emissões de metano o mais rápido possível. Juntos, estamos nos comprometendo em reduzir nossas emissões em 30% até 2030. Hoje, nações responsáveis por cerca da metade de todas as emissões de metano no mundo assinaram esse acordo e ele fará uma grande diferença”, afirmou Biden.

Segundo ele, essa é uma das coisas mais importantes que os líderes podem fazer nessa década para alcançar a meta de limitar o aquecimento global em 1,5ºC.

Apesar de reunir os países responsáveis por metade de todas emissões globais de metano, o compromisso não foi assinado por Índia, China e Rússia, apontados como os três países que mais emitem o gás no planeta.

O metano é responsável por 30% do aquecimento do planeta desde o período pré-Revolução Industrial, e suas emissões vêm crescendo exponencialmente nas últimas décadas. Ele é lançado no ar sobretudo pela mineração de bolsas de gás natural e pela queima de petróleo.

“Nós não podemos esperar até 2050, precisamos cortar emissões rapidamente, e o metano é um gás cujas emissões podem ser cortadas rapidamente. Cerca de 30% do aquecimento global é provocado pelo metano, e as emissões estão aumentando mais rapidamente do que qualquer momento do passado”, declarou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

G20 também se comprometeu
Comunicado divulgado após reunião da cúpula de líderes do G20 também firmou compromisso das 20 maiores economias do mundo com a redução das emissões de metano.

“Comprometemo-nos a reduzir significativamente nossas emissões coletivas de gases de efeito estufa, levando em consideração as circunstâncias nacionais e respeitando nossos NDCs. Reconhecemos que as emissões de metano representam uma contribuição significativa para as mudanças climáticas e reconhecemos, de acordo com as circunstâncias nacionais, que sua redução pode ser uma das formas mais rápidas, viáveis e econômicas de limitar as mudanças climáticas e seus impactos”, diz declaração conjunta dos líderes do G20, em Roma, divulgada nesta terça-feira (2/11) pelo Itamaraty. (do Metrópoles)

Publicidade
Aguarde..