Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

Boca de urna indica empate entre partido de Merkel e social-democratas

Por Tribuna em 26/09/2021
Boca de urna indica empate entre partido de Merkel e social-democratas

(foto: A partir da esquerda: Olaf Scholz (SPD), Annalena Baerbock (Partido Verde) e Armin Laschet (CDU), candidatos ao cargo de primeiro-ministro da Alemanha, em estúdio de TV em Berlim, antes de debate no dia 12 de setembro)

Os social-democratas e os conservadores de Angela Merkel estão praticamente empatados nas eleições deste domingo (26) na Alemanha, de acordo com pesquisas de boca de urna veiculadas por redes públicas de televisão.

O partido social-democrata de Olaf Scholz, SPD, teria obtido 26% dos votos, enquanto os democrata-cristãos da chanceler, liderados por Armin Laschet, teria obtido 24%, segundo a rede ZDF.

Por outro lado, o canal ARD apontava que ambos os partidos teriam obtido 25% dos votos.

No entanto, há que ter em conta que estes resultados não incluem o voto por correspondência, que teria sido muito elevado.

Os social-democratas alemães do SPD reivindicam a formação do próximo governo, anunciou seu secretário-geral, Lars Klingbeil, enquanto os conservadores reconheceram "perdas amargas" de votos nas eleições legislativas, segundo seu secretário-geral.

"Temos o mandato para formar um governo. (O chefe da lista) Olaf Scholz será chanceler", estimou Klingbeil, enquanto o SPD é creditado com 26% contra 24% para os democrata-cristãos da chanceler.

Os conservadores de Angela Merkel também querem formar o próximo governo, apesar do revés nas eleições legislativas, disse seu líder, Armin Laschet.

"Faremos todo o possível para formar um governo sob a liderança da União democrata-cristã (CDU) e social-cristã (CSU, seu aliado da Baviera)", declarou Laschet, ressaltando, no entanto, que o campo conservador não pode "se contentar" com o declínio registrado, com uma pontuação estimada entre 24,2% e 24,7%, contra 24,9% e 25,8% para o SPD.Eleitores alemães foram às urnas neste domingo para decidir quem vai suceder a chanceler Angela Merkel, após quatro mandatos e 16 anos no poder – mais do que qualquer outro líder na história do país.

Dependendo dos resultados, o novo governo pode ser formado muito rapidamente ou só depois de muitas semanas de negociação. As pesquisas mostram os partidos CDU e SPD muito próximos.

Três candidatos são considerados os principais, tendo liderado em algum momento as pesquisas e com alguma chance de vitória: Olaf Scholz, do Partido Social Democrata (SPD), Armin Laschet, da União Democrata Cristã (CDU) – mesmo partido que Merkel – e Annalena Baerbock, do Partido Verde. (Do G1)

Aguarde..