Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 28 de Maio de 2022

Após encontro com Lula, pastor rebate Igreja Universal: “Edir Macedo não pode falar por evangélicos”

Por Tribuna em 26/01/2022
Após encontro com Lula, pastor rebate Igreja Universal: “Edir Macedo não pode falar por evangélicos”

Após encontro com Lula (PT) em São Paulo, o pastor Henrique Vieira, líder da Igreja Batista do Caminho, rebateu reportagem da Folha Universal, jornal da Igreja Universal do Reino de Deus, que fez coro com Michelle Bolsonaro ao pregar que cristão não podem ser de esquerda.
“Edir Macedo não pode falar em nome dos evangélicos, do Cristianismo e em nome de Deus. Existe uma variedade de experiências dentro da igreja evangélica, do cristianismo e, inclusive, dentro da Igreja Universal do Reino de Deus. Eu posso apostar que lá tem uma variedade de experiências que Edir Macedo não sabe, não conhece e ele mesmo não controla e nem pode controlar, por isso se posiciona dessa forma”, disse Henrique Vieira em vídeo nas suas redes sociais – assista abaixo.
O pastor, que também é ator, foi vereador e é membro do conselho deliberativo do Instituto Wladimir Herzog, falou da própria experiência na relação com a esquerda e disse que, como ele, há milhões de evangélicos de esquerda.
“Eu existo como cristão, evangélico, pastor e como alguém que está aí na luta dos movimentos sociais, por direitos humanos, justiça social e, como eu, um monte de gente existe também a partir dessa fé“.
O religioso disse que o termo é usado por um grupo de evangélicos ligados a movimentos ultraconservadores e ao governo Jair Bolsonaro (PL) para aterrorizar cristãos.
“Existem esquerdas, no plural. ‘A esquerda’ é um fantasma, cheio de preconceito, para estimular inimizade e impedir que a gente possa conversar e conviver com as pessoas“, disse.
Em linha com Lula, que tem afirmado que um dos primeiros atos de seu governo, caso seja eleito, é combater a fome, Vieira listou pautas do campo progressista em sua fala antes de ressaltar novamentoe que “Edir Macedo não recebeu procuração e nem tem autoridade ou autorização para falar em nome do cristianismo e do povo evangélico”.
“A consequência de caminhar com Jesus, de professar Jesus como salvador, tem a ver sobretudo com amar as pessoas. Sabe o que significa? Não ficar em paz diante da fome que milhões de brasileiros estão passando possivelmente inclusive membros da Igreja Universal. Não ficar em silêncio diante das mais de 600 mil famílias que perdeu parentes e pessoas amadas diante da Covid. O que não pode ser é falar que caminha com Jesus e promover o ódio”.
Encontro com Lula
Nas redes sociais, Lula publicou uma foto nesta terça-feira (26) ao lado do pastor. “Encontro ontem em São Paulo com @pastorhenriquevieira. Conversamos sobre os desafios do país, o combate à fome, sobre o amor como forma de combate à política de ódio, sobre fé e a construção de um Brasil mais fraterno e solidário”, escreveu o petista.
A mesma imagem, de Ricardo Stuckert, foi compartilhada por Henrique Veira, que disse que quer “juntar forças para construção de um país justo, solidário e fraterno”.
“É preciso superar uma política feita com ódio e desprezo pela vida. Quero estar no campo que tem sensibilidade humana e social e que não descansa enquanto brasileiros e brasileiras passam fome. Minha fé está à serviço do diálogo, da construção de pontes, da promoção da paz”, escreveu.
(Da Revista Fórum)
 

Publicidade
Aguarde..