Informação, publicidade e prestação de serviços a comunidade | 30 de Junho de 2022

Alcione comemora 50 anos de carreira no Theatro Municipal

Espetáculo também marca a gravação do novo DVD de

Por Tribuna em 01/06/2022
Alcione comemora 50 anos de carreira no Theatro Municipal

Para comemorar os 50 anos de uma marcante e grandiosa carreira, a cantora Alcione sobe ao palco do histórico Theatro Municipal do Rio de Janeiro neste domingo (5/06), às 19h.

O espetáculo marca a gravação do novo DVD da artista e terá plateia formada apenas por convidados e coletivos de movimentos negros, mulheres e trabalhos filantrópicos de cerca de dez municípios. O evento conta com patrocínio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Sececrj), através da Lei de Incentivo à Cultura, em parceria com a Ambev.

Durante a apresentação, Marrom promete relembrar os principais sucessos de sua carreira, celebrando o inesquecível meio século de dedicação e amor à música.

O show conta com participações especiais da Banda do Sol, inseparável ao longo da carreira de Alcione, e de integrantes da Orquestra Maré do Amanhã. Dois grupos de bailarinos, entre clássicos e modernos, também estarão no palco prestigiando o show: a Cia Marcelo Chocolate e Sheila Aquino, e a Companhia Armazém Bistrô.

Na plateia, pessoas de diferentes municípios vão pisar pela primeira vez nas dependências da "Jóia da Coroa", o Theatro Municipal. Através do Passaporte Cultural - programa da Sececrj que visa a democratização da cultura -, coletivos de movimentos negros, mulheres e trabalhos filantrópicos vão acompanhar o show de forma gratuita, incluindo o transporte (ida e volta) de todos os convidados.

"O maior palco do Rio de Janeiro vai receber uma das maiores artistas do nosso país: a Alcione. E poder colaborar com a concretização deste momento, celebrando os 50 anos de carreira dessa magnífica cantora, que marcou tantas gerações, denota um momento único. Duas políticas públicas muito importantes dentro da nossa Secretaria, a Lei de Incentivo à Cultura e o Passaporte Cultural, estão atuando lado a lado para proporcionar uma experiência única a centenas de pessoas. É para isso que trabalhamos: democratizar o acesso à cultura em todo território fluminense", ressalta a Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, Danielle Barros.

O espetáculo terá direção musical do maestro Alexandre Menezes e direção geral de Solange Nazareth. Os figurinos serão assinados por Gebran Smera. O projeto é uma parceria entre a Marrom Music, empresa da cantora, e a gravadora Biscoito Fino.

50 anos de Alcione - Comemorações

Serão muitas as celebrações pelo cinquentenário de Alcione. Comemorações que já começaram antes, ano passado, com o lançamento do longa-metragem "O Samba é Primo do Jazz", um resumo biográfico que vem sendo apresentado em festivais de cinema e conta a história da intérprete maranhense que saiu de sua pequena São Luís para conquistar o mundo com o vozeirão inconfundível e uma personalidade marcante. Alcione fez escola, e todos os dias surgem novas "Alcioninhas" pelo país afora. Prova cabal de que a cantora nordestina já se perpetuou, e escreveu, há tempos, algumas das melhores páginas do nosso cancioneiro.

Em Junho de 2022, além de diversos shows pelo país, Alcione já tem agendadas apresentações também pela Europa: Dia 12/06 Londres; 14/06 Coliseu dos Recreios, em Lisboa; 15/06 no Coliseu do Porto; 16/06 Centro de Artes de Águeda e em 27/06, Festival do Funchal.

Uma outra novidade, já está em fase final de produção, é o espetáculo intitulado "Marrom, o Musical". Idealizado por Jô Santana, escrito e dirigido por Miguel Falabella, a peça está programada para estrear em São Paulo durante o mês de agosto.

Conforme anunciado pelo Governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, a maior comenda do mérito cultural do Estado, nomeada de "Medalha Alcione", será entregue a personalidades da cultura no dia 21 de Novembro (inclusive à ela, e na data que marca seu aniversário). Muitas outras manifestações de apreço e honrarias, igualmente importantes, estão sendo programadas para o ano do cinquentenário.

Alcione - História

Para resumir uma trajetória tão longeva vale reafirmar que os domínios da Marrom extrapolam fronteiras. A intérprete já se apresentou pelos cinco continentes, em mais de 36 países, nos principais festivais e casas de espetáculos internacionais. Portugal, Espanha, Suíça, Alemanha, Israel, Japão, Angola, França, Moçambique, Inglaterra, Itália, Argentina, Chile, Uruguai, e até mesmo na antiga União Soviética. E isso antes mesmo da Perestroika, da abertura, por países que são hoje a Lituânia, Estônia, Ucrânia e Rússia.

Alcione gravou compactos (o primeiro em 1972), LPS, DVDS e 42 Álbuns, que lhe concederam 26 Discos de Ouro, 07 de Platina, sendo 02 deles de Platina Duplo, 03 DVDS de Ouro e 01 de Platina. Em sua galeria de troféus, com mais de 350 peças (prêmios e honrarias que vão desde os títulos de Cidadã Benemérita até as mais altas comendas do país como a “Ordem do Rio Branco” e a do “Mérito Timbiras” (esta última concedida pelo Estado do Maranhão) e medalhas relevantes como a “Tiradentes” e “Pedro Ernesto” (concedidas pela ALERJ). Premiações relativas à MPB abarrotam suas estantes como, por exemplo, os 21 troféus arrebatados nas 29 edições do “Prêmio da Música Brasileira”. Outros títulos edificantes foram os de “Madrinha do Corpo de Bombeiros do RJ” e de “Melhor Cantora Popular”, concedido pela Academia Brasileira de Letras.

A Marrom também é detentora de inúmeras premiações internacionais, como o “Grammy Latino” na categoria “Melhor álbum de samba”, “O Pensador de Marfim” (concedido pelo Governo de Angola), “Diplome de Médaille D´or” (da Societé Acadêmique de Arts, Sciences et Lettres de Paris), “Extraordinary Contribution to Brazilian Culture and Positive Image” (concedida no 9th Annual Brazilian International Press Award. Flórida), “Personalidade Negra das Artes” (Conselho Internacional de Mulheres) e “A Voz da América” (ONU).

Fotos: Vinícius Mochizuki www.cultura.rj.gov.br

Aguarde..